Benfica pressiona Jorge Jesus. Luís Filipe Vieira disposto a esperar

O líder encarnado está agora mais disponível para esperar por Jorge Jesus. A situação do futebol no Brasil é ainda imprevisível e ninguém sabe quando vão ser tomadas decisões sobre o futuro das competições na América do Sul.

O presidente do Benfica está disposto a esperar algumas semanas até que seja claro qual o futuro do campeonato brasileiro e da Taça Libertadores, para voltar a tentar contratar Jorge Jesus. Fonte próxima do processo confirma à TSF que o presidente das águias mudou de posição, depois da nega inicial de Jorge Jesus, e que o negócio está condicionado pelo futuro das competições na América do Sul.

A mesma fonte explica à TSF que Vieira está agora "mais sensível e compreensivo" aos argumentos apresentados por Jorge Jesus para recusar a abordagem inicial do Benfica, feita há duas semanas. Os encarnados insistem nos contactos com o treinador no contexto atual.

Perante o convite para pegar já na equipa, o treinador rejeitou essa possibilidade, insistindo que tem um compromisso que assumiu ao renovar contrato com o Flamengo. Jorge Jesus está comprometido com os jogadores do Flamengo, nomeadamente com aqueles - como Gabigol, Gérson ou Bruno Henrique - que tinham propostas de grandes clubes europeus e rejeitaram para ficar mais uma temporada no Brasil. Jorge Jesus sente-se grato ao Flamengo e aos atletas, e por isso entende que não os pode abandonar.

Estes são os motivos para Jorge Jesus rejeitar o regresso a Portugal neste momento. Mas o cenário pode mudar radicalmente, explica fonte próxima do processo, se nas próximas semanas a realização do Brasileirão e da Taça Libertadores for cancelada devido à pandemia de Covid-19. Neste cenário, admite a mesma fonte, Jorge Jesus poderá ponderar, nesse momento, o regresso a Portugal e ao Benfica.

A bola parece estar agora do lado de Luís Filipe Vieira. Com cinco jornadas do campeonato para cumprir e uma final da Taça de Portugal para disputar - em Coimbra, frente ao Futebol Clube do Porto -, o presidente do Benfica pode não estar disposto a esperar que a situação de Jesus e do Flamengo fique mais clara, embora esteja agora mais recetivo a essa possibilidade.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de