Caso Marega. "Futebol português está a virar-se para a responsabilidade social"

Marcelo Rebelo de Sousa acredita que têm sido dados passos no sentido de mitigar as atitudes violentas no futebol e que o caso Marega tem ajudado a perspetivar o desporto com mais solidariedade.

O Presidente da República acredita que o futebol português está mais atento às questões da responsabilidade social. Interpelado sobre o tema na sequência do caso Marega, Marcelo Rebelo de Sousa diz que há passos importantes que têm de ser dados. "A Federação já tinha dado um passo", admite.

E este passo é no caminho da inclusão, defende o chefe de Estado. "O futebol português está a virar-se para o mundo da responsabilidade social", o que Marcelo Rebelo de Sousa acredita ser "muito importante".

Para o Presidente da República, no desporto não tem lugar o discurso de ódio, mas antes um "mundo" de solidariedade entre adeptos e clubes. "É o mundo da inclusão, da solidariedade, e é importante que todos os clubes também e aqueles que são adeptos dos clubes percebam que o desporto nasceu para ser um fator de aproximação e de solidariedade, não um fator de inimizade, de disputa e de ódio."

"Não ver [o desporto] assim é ver o mundo de pernas para o ar", conclui Marcelo Rebelo de Sousa.

Outras Notícias

Patrocinado

Apoio de

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de