DGS avisa: regresso de público na I Liga depende do comportamento dos adeptos

Graça Freitas não exclui a possibilidade de reabertura dos estádios nas próximas semanas, mas alerta que o comportamento dos adeptos vai determinar as decisões.

O regresso do público aos estádios nos jogos da I Liga de futebol dependerá do comportamento dos adeptos nas próximas semanas, afirmou esta sexta-feira a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas.

"No futebol, temos que continuar a acompanhar a situação. Como se estão a portar, se o comportamento dos adeptos vai no sentido de se poder avançar para a abertura ou não [dos estádios]. O comportamento das pessoas difere de contexto para contexto. Temos sempre feito avaliação do risco e é perante isso que recomendamos medidas. Mas ainda não sabemos se nas próximas semanas vão ser abertos os estádios", disse Graça Freitas.

A diretora-geral da Saúde falava aos jornalistas na conferência de imprensa diária de balanço sobre a pandemia de Covid-19 em Portugal.

"Não sei responder se vão estar criadas condições nas próximas semanas ou não para que se mude o parecer sobre o futebol. Temos que ver. Só agora começámos. Vamos no segundo dia de jogos. Temos que esperar um bocadinho para ver se corre bem", acrescentou.

Na quarta-feira, após quase três meses de paragem devido à Covid-19, a I Liga regressou para disputar as 10 jornadas em falta até ao final do campeonato, para já com todos os jogos à porta fechada.

Portugal contabiliza pelo menos 1465 mortos associados à Covid-19 em 33.969 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado esta sexta-feira.

Relativamente ao dia anterior, há mais 10 mortos (+0,7%) e mais 377 casos de infeção (+1,1%).

O número de pessoas hospitalizadas subiu de 445 para 475, das quais 64 se encontram em unidades de cuidados intensivos (mais seis).

O número de doentes recuperados é de 20.323.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de