"80% das pessoas têm de ser banidas." Tavares Pereira sobre quem trabalha na Academia

Empresário de 61 anos foi o terceiro candidato à presidência do Sporting a ser ouvido, em entrevista, pela TSF.

"Somos uma candidatura abrangente, com gente de todo o país". É assim que Fernando Tavares Pereira apresenta o seu projeto para chegar à presidência do Sporting. O candidato que juntar a "família" sportinguista em torno do clube, não esquecendo que os leões estão espalhados por todo o país."Com a nossa casa bem arrumada, nós somos vencedores", lembra.

Fernando Tavares Pereira, homem de negócios, quer transportar o que sabe para o universo leonino. "É muito importante que a capacidade que temos na nossa vida empresarial passe também para a vida do Sporting", reforça. Quer um Sporting "forte, familiar e vencedor".

"Eu estou aqui para servir o Sporting e não para me servir a mim. Não quero qualquer vencimento do Sporting", garante o candidato.

O empresário recorda um clube que "era uma coisa fora do normal". Acredita que o Sporting vai voltar a ser "grande" e para isso garante ter "toda a disponibilidade".

A experiência no Tourizense foi importante para o candidato, que garante ter capacidade para gerir a "grande empresa" que é o Sporting. "Trabalho na Argentina e no Brasil, não é difícil para mim ter grandes jogadores", remata.

O investimento e os gestores

"O Sporting tem capacidade para fazer face aos problemas imediatos. Tem 350 milhões de euros dos contratos com patrocinadores", valores esses que podem ser usados para atrair investidores para o clube. O empresário garante que vai aproveitar tudo o que já está feito neste momento para garantir mais-valias para o clube. "É óbvio que vamos procurar investidores. Saber quem dá mais. Mas o que temos que fazer é poupar, como é regra em qualquer empresa", lembra. "Os investidores estrangeiros não vêm trazer nada de novo ao clube", garante.

Questionado sobre se estaria disposto a investir a título pessoa no Sporting, garantiu que "o Sporting não tem necessidade de investidores, tem necessidade de bons gestores".

O braço-direito para o futebol é quem lá está. "O Sporting tem as pessoas indicadas" nos cargos para o futebol, acredita o empresário. "Quero que o Sporting esteja à altura dos combates que aí vêm", remata, "José Peseiro não tem problema nenhum".

Regressos e formação

Sobre o regresso de três jogadores - Bruno Fernandes, Bas Dost e Battaglia - o empresário mostrou-se satisfeito e garante que a "família" vai acolhê-los sempre bem. Quanto à renegociação dos contratos destes jogadores, Tavares Pereira "confia" no trabalho da comissão de gestão.

A formação do Sporting, uma das bandeiras do clube, tem sido tema de conversa entre os candidatos e Fernando Tavares Pereira acredita que, entre as pessoas que trabalham na formação do Sporting, "80% têm de ser banidas". "No fundo, o saneamento financeiro do Sporting é feito através da Academia", considera.

Os órgãos de decisão do futebol português - Liga e Federação - também foram visados pelo candidato, que considera que falta gente "do Sporting" nessas instituições.

"Um Sporting a pensar mais no futuro (...) tanto a nível nacional como internacional. Fazer com que o Sporting esteja presente em tudo o que diz respeito a futebol e a modalidades", é o que Fernando Tavares Pereira quer.

A relação com os rivais - Benfica e FC Porto - teve altos e baixos durante a presidência de Bruno de Carvalho. Tavares Pereira garante que trata todos "de forma igual" e que neste momento só quer "tratar da sua casa". "Dou-me bem com 50% dos presidente de clubes de futebol portugueses", revela.

Na hora de saber se esta candidatura vai até ao fim, Fernando Tavares Pereira é categórico: "Vou até ao fim e vou vencer isto."

As eleições presidenciais no Sporting acontecem a 8 de setembro e, até lá, a TSF quer ouvir quem vai a votos. Esta segunda-feira foi Fernando Tavares Pereira, empresário de Tábua, quem visitou o estúdio da rádio para ser entrevistado por Mário Fernando e Miguel Jorge Fernandes.

Com o lema "Unidos Venceremos", Tavares Pereira, de 61 anos, foi o terceiro nome a avançar com uma candidatura à presidência do Sporting. Tem como áreas de atividade, entre outras, o turismo, a agricultura e a metalomecânica e é o presidente do Movimento de Apoio a Vítimas dos Incêndios de Midões.

Antes de Fernando Tavares Pereira, já passaram pelos microfones da TSF Pedro Madeira Rodrigues e Rui Jorge Rego .

Engageya Widget 1

Engageya Widget 2

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de