"Hoje um diretor do Sporting foi agredido por 15 cobardes selvagens"

Miguel Albuquerque diz ter sido alvo de murros e pontapés. Frederico Varandas pediu que agressores sejam banidos do futebol.

O presidente do Sporting, Frederico Varandas, revelou que um diretor do Sporting foi agredido esta noite, no Estádio do Algarve, depois do jogo da Supertaça frente ao Benfica.

"Hoje um diretor do Sporting foi agredido por 15 cobardes selvagens que não podem estar no desporto", atirou o líder do clube verde e branco, sem nunca referir o nome do dirigente leonino em causa.

Varandas frisou ainda que o diretor em causa "teve de receber assistência hospitalar".

Soube-se, mais tarde, que a vítima foi o diretor para as modalidades, Miguel Albuquerque. O próprio lamentou o sucedido no Facebook, revelando que foi alvo de murros e pontapés.

"Isto não pode acontecer, é uma vergonha, há que ter coragem de banir estes selvagens todos", realçou o presidente do Sporting, recordando que hoje estiveram no Estádio do Algarve altas patentes do Estado e reiterando que é preciso agir.

Numa mensagem aos sportinguistas, o presidente leonino deixou claro que "a estrutura que está no Sporting sabe o que está a fazer" e que "não há histerismo".

"O Sporting sabe o que está a fazer, o Sporting sabe o que é futebol e sabe que é injusto o que se passou hoje, é um resultado enganador. Estou muito chateado? Estou. Estou preocupado? Não", assegurou, apesar de admitir que foi uma "noite dura" em que houve um "resultado enganador".

[Notícia atualizada às 8h02 de dia 5]

Engageya Widget 1

Engageya Widget 2

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de