Miguel Oliveira cai e desiste do GP da Grã-Bretanha

Piloto português sofreu uma queda e não terminou a prova.

O português Miguel Oliveira (KTM) desistiu do Grande Prémio da Grã-Bretanha de MotoGP, depois de ser abalroado a 11 voltas do final pelo francês Johann Zarco (KTM), em prova ganha pelo espanhol Alex Rins (Suzuki).

O piloto de Almada rodava na 12.ª posição quando caiu, numa altura em que lutava pelo nono lugar, depois de ter largado do 15.º posto da grelha.

Zarco, que está de saída da KTM devido aos maus resultados, tentou ultrapassar o português pelo interior da curva 14 do circuito de Silverstone, na nona volta, mas não tinha espaço e acabou por atirar o piloto luso ao chão.

Miguel Oliveira (KTM) foi hoje forçado a desistir no Grande Prémio da Grã-Bretanha de MotoGP, ao ser abalroado pelo francês Johann Zarco (KTM), depois de 33 provas sempre a terminar.

O português largara da 15.ª posição da grelha, mas, no final da primeira volta, já era 12.º, tendo chegado a passar pelo 11.º lugar.

Na altura da queda, Miguel Oliveira ficou combalido, mas, segundo confirmou a assessoria de imprensa da equipa Tech3 à Agência Lusa, o piloto "está bem".

O espanhol Alex Rins (Suzuki) foi o vencedor, batendo o compatriota Marc Márquez (Honda) em cima da linha de meta, garantindo o segundo triunfo da temporada.

Esta 12.ª corrida da época ficou ainda marcada pelo violento acidente envolvendo o francês Fabio Quartararo (Yamaha) e o italiano Andrea Dovizioso (Ducati), que colidiram após a primeira curva.

A Ducati de Dovizioso incendiou-se e o piloto sofreu uma perda momentânea de memória fruto do embate no asfalto, sendo transportado ao hospital de Coventry por uma questão de precaução.

Desistência depois de dois anos

Já o piloto de Almada não desistia de uma corrida desde setembro de 2017, quando caiu no GP de São Marino, numa altura em que ainda disputava a categoria de Moto2.

Seguiram-se 33 corridas sempre a cruzar a linha da meta, apesar de já este ano ter caído, no GP da Alemanha. Nessa prova conseguiu retomar a corrida, terminando na 18.ª e última posição.

Com estes resultados, Miguel Oliveira perdeu duas posições no campeonato, baixando do 15.º ao 17.º lugar, com 26 pontos.

Marc Márquez mantém a liderança, agora com 250 pontos, mais 78 do que Dovizioso e 101 do que o terceiro, que agora é Alex Rins, com 149 pontos.

No troféu de pilotos independentes, Miguel Oliveira está na nona posição.

A próxima prova é o GP de São Marino, em 15 de setembro.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de