Um clássico com balizas bem guardadas

José Moreira, antigo guarda-redes do Benfica, e Paulo Costinha, ex-guarda-redes do FC Porto, elogiam em entrevista à TSF Vlachodimos e Marchesín.

Não é nos guarda-redes que vai residir o problema, no Benfica ou no FC Porto, para o primeiro grande clássico do campeonato.

De um lado vai estar Odysseas Vlachodimos a defender a baliza da águia. Do outro, Marchesín a guardar as redes do Dragão. A TSF falou com dois antigos guarda-redes que deixam muitos elogios aos senhores das luvas.

"O Vlachodimos suscitou muitas dúvidas, a muita gente, mas nunca as tive. A prova está nos últimos três jogos oficiais em que tem demonstrado todo o seu valor. Já o tinha feito na época passada e, no meu entender, ainda elevou a fasquia", avaliou José Moreira, antigo guara-redes do Benfica.

Sobre o guarda-redes do FC Porto, Paulo Costinha não esconde admiração: "Ainda é muito cedo para avaliar, chegou há pouco, há muitas jornadas pela frente, mas até ao momento já deu para ver que é um guarda-redes que mostra muita qualidade. Nota-se muito que entre os postes é muito rápido, muito atento e muito eficaz. Só não reparei ainda é se é bom ao nível de cruzamentos."

Na opinião de José Moreira e Paulo Costinha os guarda-redes do Benfica e do FC Porto parecem estar prontos para o clássico. As luvas estão do lado deles!

Engageya Widget 1

Engageya Widget 2

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de