Liga confirma Vizela-B SAD para 2 de janeiro

Após uma reunião com os presidentes do FC Vizela e da B SAD ficou determinado que o jogo terá lugar no dia 2 de janeiro de 2022.

O encontro Vizela-B SAD, da 13.ª jornada, foi marcado para 02 de janeiro, anunciou esta segunda-feira a Liga Portuguesa de Futebol Profissional, depois de ter sido adiado devido ao plantel da equipa lisboeta se encontrar em isolamento profilático.

"O jogo FC Vizela-B SAD está confirmado para 02 de janeiro, cumprindo a data para o adiamento do encontro em atraso da jornada 13 da Liga. Esta foi a solução encontrada para a realização do jogo, que não se efetuou na data inicialmente prevista devido ao facto de o plantel e equipa técnica da B SAD terem entrado em isolamento profilático devido à Covid-19", pode ler-se no comunicado da Liga.

De acordo com a Liga, após uma reunião com os presidentes do FC Vizela e da B SAD, Diogo Godinho e Rui Pedro Soares, respetivamente, "e apesar da divergência de opiniões em relação à data e horário marcados, ficou determinado que o jogo terá lugar no dia 02 de janeiro de 2022, pelas 18h30 e não às 20h30, como havia sido marcado".

A Liga acrescenta que a B SAD queria adiar o jogo por um dia, para 03 de janeiro, e o FC Vizela preferia jogar às 15h30 do dia 02, pelo que, a Liga, "dando cumprimento ao regulamentado, seguiu o parecer favorável da Comissão Permanente de Calendários e fixou a data para 02 de janeiro às 18h30", com transmissão televisiva.

O jogo Vizela-B SAD, da 13.ª jornada da I Liga de futebol, previsto para 06 de dezembro, foi adiado devido ao surto de Covid-19 na formação lisboeta.

Aquele adiamento ocorreu depois de os 'azuis' se terem apresentado com nove jogadores no jogo com o Benfica, da 12.ª jornada da I Liga, no sábado [27 de novembro], devido a um surto do coronavírus SARS-CoV-2 que atingiu jogadores, treinadores e elementos da estrutura do clube - 13 dos quais infetados pela nova estirpe Ómicron.

O encontro foi suspenso no início da segunda parte, aos 48 minutos, depois de os 'azuis' terem ficado sem o número mínimo de futebolistas legalmente exigido para o desenrolar de um jogo (sete), ao se apresentarem na segunda parte com apenas sete atletas, mas a lesão de mais um jogador originou o fim do encontro, que o Benfica vencia por 7-0.

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) sustentou a realização do jogo com a ausência de um pedido formal de adiamento.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de