O regresso de Xandão, "o calcanhar do Manchester City", para ver o Sporting

Em 2012, o Sporting recebia em Alvalade um Manchester City milionário. Uma equipa que havia goleado o Futebol Clube do Porto na ronda anterior da Liga Europa. O calcanhar de Xandão em Alvalade foi decisivo. O central regressa a Portugal para apoiar a equipa em Alvalade.

Nas redes sociais, Xandão partilhou nos últimos dias o vídeo daquele lance que deixou o Manchester City sob aviso. A vitória em Alvalade (0-1) abriu caminho a um apuramento histórico para os leões. Joe Hart caiu por terra no lance. Leon Lescott foi surpreendido pelo gesto do gigante Xandão. Um golpe de calcanhar para a história.

"Está fresquinho na minha memória. Fiz questão de vir, de estar presente para reviver tudo aquilo que passamos há dez anos", aponta. "Aquele jogo ficou marcado na minha carreira. Pela importância do jogo, mas também pelo golo, épico, histórico, um grande momento", explica o antigo central à conversa com a TSF pelo telefone. Acabou de chegar a Portugal, de fazer o check-in no hotel onde vai ficar até à hora do jogo em Alvalade.

Xandão cruzou o Atlântico porque não queria perder este momento. "Desta vez sou mais um adepto, a juntar forças com os sportinguistas", começa por explicar. "Vai ser um jogo muito difícil. Todos acham que, tal como há dez anos, o Manchester City é favorito. Mas eu não iria investir os meus recursos financeiros para estar aqui em Portugal se não acreditasse que não é possível ao Sporting voltar a vencer."

"O Sporting foi campeão, está num grande crescimento", relata o central. Quanto aos ingleses, vivem um momento de grande estabilidade. "Guardiola já implantou a sua filosofia. Não consigo identificar um calcanhar de Aquiles neste Manchester City. Mas assim como há dez anos, pode acontecer que o Sporting encontre o caminho para um golo. Aí, o City vai ter de correr atrás do resultado, abrir um pouco mais, permitindo ao Sporting ter mais espaço."

Visto do banco, o golo de Xandão teve também um efeito especial. Em entrevista à TSF no dia em que o Sporting soube que ia jogar com o Manchester City - antes de assumir o comando técnico do Moreirense -, Ricardo Sá Pinto recorda o gesto técnico do central Xandão.

"Andámos a treinar a semana toda aquele golo (risos). Claro que isto não é verdade, mas é o que digo sempre que recordo aquele momento", explica o então treinador dos leões. "Fizemos um grande jogo em casa e outro grande jogo fora", diz Sá Pinto, recordando a atitude da equipa dos leões no segundo jogo, quando em vantagem, na forma agressiva como a equipa se apresentou em Inglaterra.

Ricardo Sá Pinto fala de um momento de apoteose em Alvalade. "É das grandes vitórias futebolísticas do Sporting, uma vitória que não deu troféu mas merecia." Preparámos muito bem o jogo. Os jogadores foram extraordinários, souberam sofrer", sentencia. Vão precisar de uma atitude semelhante diante deste Manchester City.

Pode acompanhar o Sporting-Manchester City em direto e ao minuto na antena da TSF e aqui, em tsf.pt.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de