United vence dérbi de Manchester e deixa City a 14 pontos do líder Liverpool

O Manchester United é quinto colocado, com 24 pontos, enquanto o Manchester City mantém-se no terceiro posto, com 32.

O Manchester United venceu este sábado por 2-1 o dérbi no estádio do City, em jogo da 16.ª jornada da liga inglesa de futebol, deixando os citizens ainda mais longe do líder Liverpool e da revalidação do título. Os red devils conseguiram uma vantagem importante em apenas dois minutos, por intermédio de Marcus Rashford, que converteu uma grande penalidade, a castigar falta do internacional português Bernardo Silva, aos 27, e do francês Anthony Martial, aos 29.

No segundo tempo, o central argentino Nicolás Otamendi relançou a esperança dos bicampeões ingleses, aos 85 minutos, mas, apesar da pressão final do City, o United conseguiu segurar a vantagem e conquistar o triunfo na casa do rival.

O Manchester United é quinto colocado, com 24 pontos, enquanto o Manchester City mantém-se no terceiro posto, com 32. Os citizens estão agora à distância de 14 pontos do líder Liverpool (46), além de poderem ficar a seis do vice Leicester, caso os 'foxes' vençam o Aston Villa, no domingo.

O Liverpool continua imparável no topo da classificação e somou a sétima vitória consecutiva na Premier League, na visita ao terreno do Bournemouth, por 3-0, com tentos de Alex Oxlade-Chamberlain, aos 35 minutos, Naby Keita, aos 44, e Mohamed Salah, aos 54.

O Tottenham, treinado por José Mourinho, goleou por 5-0 na receção ao Burnley, no quinto jogo sob o comando do técnico português, o quarto para a Premier League. Os spurs responderam bem ao desaire em Old Trafford (2-1), a meio da semana, e construíram o volumoso resultado com golos de Harry Kane, aos quatro e 54 minutos, do brasileiro Lucas Moura, aos nove, do sul-coreano Son, aos 32, e do francês Moussa Sissoko, aos 74.

O Tottenham é sexto classificado, com 23 pontos, menos um do que o United e menos seis do que o quarto colocado Chelsea, que perdeu por 3-1 diante do Everton, no primeiro jogo após a saída de Marco Silva do comando dos toffees.

O Everton, orientado de forma interina pelo escocês Duncan Ferguson, chegou ao triunfo com um tento do brasileiro Richarlison, aos cinco minutos, e um 'bis' de Dominic Calvert-Lewin, aos 49 e 84. Pelo meio, o croata Mateo Kovacic ainda relançou a esperança dos 'blues', aos 52 minutos.

No outro encontro do dia, o Crystal Palace não saiu de um 'nulo' (0-0) no reduto do lanterna-vermelha Watford.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de