PS propõe redução do IVA das touradas

O partido quer reduzir o IVA de 13% para 6% na tauromaquia. Os deputados socialistas terão liberdade de voto na matéria.

O PS anunciou, esta quinta-feira, que apresentará uma proposta de alteração ao Orçamento para incluir a tauromaquia no conjunto de espetáculos culturais que terão uma redução do IVA para 6%, tendo os deputados socialistas liberdade de voto.

Esta posição foi transmitida aos jornalistas pelo presidente do Grupo Parlamentar do PS, Carlos César, no final da reunião semanal da bancada socialista.

No debate do Orçamento do Estado para 2019, na generalidade, a ministra da Cultura, Graça Fonseca, recusou descer o IVA da tauromaquia de 13% para 6% e alegou que se trata de uma questão de "civilização".

Numa alusão às diferenças de opinião existentes entre os socialistas, Carlos César adiantou que, se a proposta do PS de descida do IVA da tauromaquia for avocada em plenário, os deputados socialistas terão liberdade de voto.

O CDS pede uma clarificação ao Partido Socialista. O porta-voz do partido suspeita que o grupo parlamentar do PS desautorizou a ministra da cultura e também o primeiro-ministro.

João Almeida diz que o PS não pode fazer de conta que é possível agradar a todos.

"Sempre que uma matéria é polémica, o Partido Socialista tenta dar a ideia que está de todos os lados. Este Partido Socialista foi o que apresentou uma proposta de lei de orçamento que discriminava negativamente a tauromaquia, que teve uma ministra da Cultura a dizer que essa proposta, com essa discriminação, era uma questão de civilização, um primeiro-ministro e secretário-geral do PS a dar apoio a essa ministra e agora temos um grupo parlamentar a propor o contrário."

Leia também:

IVA das touradas: ministra insiste em "valores civilizacionais". "Inconstitucional", diz CDS

Cada autarquia devia ter poder para decidir se proíbe touradas, defende Duarte Cordeiro

"Gosto de touradas, não tenho problema em assumi-lo"

Recomendadas

Patrocinado

Apoio de