Inédito na Apple: Macbook Air está mais barato

Ontem foi dia de novidades na Apple. E uma delas representa uma baixa de preços. Quando é que terá sido a última vez que a empresa o fez?

A mais interessante das novidades será, talvez, o novo iPad Pro que mantém o aspeto da geração anterior, com margens finas à volta do ecrã em todos os lados.

Estes novos modelos incluem tecnologia LIDAR, uma espécie de radar para curtas distâncias, popularizada pelos automóveis com piloto automático.

O radar aqui incluído consegue, até cinco metros, perceber a que distâncias estão os objetos em seu redor. A ideia é usar a tecnologia em realidade aumentada.

À semelhança dos iPhone 11, as câmaras foram uma das grandes preocupações da Apple nestes novos iPad Pro. Foi-lhes adicionado um sensor ultra grande angular e um processador que a marca da maçã trincada garante ser mais poderoso do que os que equipam muitos dos atuais portáteis. Faz sentido que assim seja já que estes tablets são mais caros do que muitos computadores e continuam a ser apontados para a criação gráfica e áudio. Aliás, a Apple diz que têm microfones com qualidade de estúdio.

O modelo mais barato destes novos iPad Pro, o de 11", custa no mínimo €910. A versão com uma tela maior, de 12,9", fica por 1130 euros.

Mas esta quarta-feira ficou ainda marcada pelo lançamento de um novo Macbook Air. Um portátil que face à geração anterior parece uma óptima atualização. Tem mais espaço, inclui um processador mais atual, o teclado foi revisto e bastante melhorado e, melhor que tudo isso, está mais barato. É uma raridade na Apple.

Outras Notícias

Patrocinado

Apoio de

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de