Índia está a caminho da Lua. Vai explorar depósitos de água

Missão cancelada na semana passada voltou aos carris. Nave não tripulada da índia já saiu da Terra.

Deslocou com sucesso a nave não tripulada enviada pela índia para a Lua. A Chandrayaan-2 tem como missão explorar os depósitos de água detetados pelas missões orbitais que a agência espacial indiana realizou anteriormente.

Depois de a missão ter sido abortada esta semana uma hora antes do lançamento, os especialistas conseguiram corrigir os problemas técnicos detetados e esta segunda-feira tudo correu como previsto.

A nave Chandrayaan-2, que em sânscrito significa "cratera", tem 3,8 toneladas e está equipada com um veículo que vai explorar depósitos de água no polo sul da Lua.

Deverá chegar ao destino em setembro, deixar na superfície lunar o veículo robótico, preparado para percorrer 500 metros, e depois permanecer em órbita durante um ano.

Esta é a missão espacial mais ambiciosa do país, com um custo total de 125 milhões de euros.

Se tiver sucesso, a Índia passa a ser o quarto país a conseguir alunar, depois dos Estados Unidos, Rússia e China.

Depois desta, a índia pretende completar uma nova missão até 2022: enviar humanos para o espaço.

Engageya Widget 1

Engageya Widget 2

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de