Moda nacional desfila em Milão e Paris

Miguel Vieira e o novo talento, David Catalán, são alguns dos criadores em destaque.

Milão e Paris passaram a ser, por estes dias, uma montra da moda nacional. Depois de passarem pela cidade italiana na segunda-feira, 30 marcas portuguesas de alta-costura estão, esta terça-feira, na capital francesa.

Além dos grandes palcos da moda, as criações serão reveladas ao público em várias apresentações. A diretora do Portugal Fashion, Mónica Neto, explicou à TSF que também a moda tem de se adaptar aos novos tempos.

"Há quem diga que a moda está realmente a reinventar-se, e precisa cada vez mais desses complementos dos desfiles, que, no fundo, são formas de apresentar as coleções um bocadinho diferentes, mais modernas, mais digitais, que exigem que o público esteja numa proximidade temporal mais prolongada", sublinhou a diretora do certame.

Este novo paradigma "estimula as publicações nas redes sociais", e permite que a roupa seja vista durante duas horas e meia e "em associação direta com um novo universo criativo".

Mónica Neto acrescentou que o design português está a viver um bom momento: "A conquista maior é alcançar este título de calendário oficial de desfiles. Conseguir que um português - Miguel Vieira - entre naquele que é o mais consagrado calendário de moda das semanas masculinas, como é caso de Milão, tenha a confiança da câmara da cidade é um orgulho enorme."

A representante do Portugal Fashion salientou ainda a presença de David Catalán, que é um "jovem talento".

De acordo com Mónica Neto, estes convites provam que "Portugal é hoje também um país de design, que merece ser respeitado e promovido do ponto de vista de criatividade". "Estamos numa rota de sucesso", frisou.

Engageya Widget 1

Engageya Widget 2

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de