Bolsas europeias em forte baixa, apreensivas com consequências económicas da invasão russa

A Bolsa de Lisboa também abriu em baixa, com o PSI20 a cair 2,57% para 5.194,66 pontos.

As principais bolsas europeias abriram esta segunda-feira de novo em forte baixa, devido às consequências económicas da invasão da Ucrânia pela Rússia, com o preço do petróleo a disparar, que pode acentuar a já elevada inflação.

Cerca das 08h20 em Lisboa, o EuroStoxx 600 descia 1,99% para 413,34 pontos, o petróleo Brent subia para 127,01 dólares por barril e o euro caía para 1,0872 dólares.

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt desciam 0,77%, 4,32% e 3,55%, bem como as de Madrid e Milão, que se desvalorizava 2,48% e 1,83%, respetivamente.

Depois de abrir em baixa, a Bolsa de Lisboa mantinha a tendência, estando cerca das 08h20 o principal índice, o PSI20, a cair 2,57% para 5.194,66 pontos.

A bolsa de Nova Iorque terminou em baixa na sexta-feira, com o Dow Jones a cair 0,0,53% para 33.614,80 pontos, contra o máximo desde que foi criado em 1896, de 36.799,65 pontos, registado em 04 de janeiro.

O Nasdaq fechou a desvalorizar-se 1,66% para 13.313,44 pontos, contra o atual máximo, de 16.057,44 pontos, verificado em 16 de novembro.

A nível cambial, o euro abriu em baixa no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,0876 dólares, um mínimo desde junho de 2020, contra 1,0928 dólares na sexta-feira.

O barril de petróleo Brent para entrega em maio abriu em forte alta, mais 8%, no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, a cotar-se a 128,11 dólares, contra 118,11 dólares na sexta-feira.

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE O CONFLITO ENTRE A RÚSSIA E A UCRÂNIA

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de