"Canto da Bandeira" abre protesto em Barcelona

Protesto foi convocado pelo "Tsunami Democrático" que pretende assinalar através do que considera "desobediência civil" o dia de reflexão antes das eleições de domingo.

Os músicos de várias orquestras sinfónicas da Catalunha abriram o protesto do dia de reflexão eleitoral executando o "Canto da Bandeira" do compositor catalão Lluís Millet frente à Universidade de Barcelona.

Os músicos tocam de pé frente a um palco que foi montado durante a manhã depois de ter sido convocado o "Tsunami Democrático" que pretende assinalar através do que considera "desobediência civil" o dia de reflexão antes das eleições de domingo.

"Estamos aqui pela 'liberdade'", acrescentou o violinista independentista que se juntou à jornada de protesto e que vai continuar, na Praça da Universidade, uma série de músicos.

As atuações vão decorrer frente ao acampamento de protesto que começa a desmobilizar e que juntou nas últimas semanas, grupos políticos, organizações anarquistas e jovens universitários que abandonaram o local durante a noite de sexta-feira.

O "Tsunami Democrático", um organismo sem rosto e apontado pelas autoridades como responsável pelos atos de violência em Barcelona convoca as atividades através das redes sociais sendo que hoje já marcou manifestações e concentrações e o concerto em três locais diferentes do centro a capital catalã.

Na Universidade da Catalunha não é visível a presença da polícia.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados