Deputado conservador britânico detido por suspeita de violação

Polícia Metropolitana de Londres não revela a identidade do detido, indicando apenas que tem 50 anos.

Um deputado do Partido Conservador britânico, cuja identidade não foi revelada, foi detido por crimes de violação, agressão sexual e abuso de poder alegadamente cometidos entre 2002 e 2009, foi esta terça-feira divulgado.

Num comunicado, a Polícia Metropolitana de Londres confirmou a detenção de um homem de 50 anos, esclarecendo que o suspeito irá permanecer sob custódia enquanto a investigação prosseguir.

Um dos líderes da bancada conservadora, Chris Heaton-Harris, indicou que o deputado em questão estará impedido de participar em todas as sessões parlamentares na Câmara dos Comuns até que estejam concluídas todas as fases da investigação, recusando-se, no entanto, a fazer mais comentários até a "conclusão" da investigação.

As forças policiais britânicas precisaram que receberam as primeiras denúncias sobre os supostos crimes sexuais em janeiro de 2020.

No mês passado, o também deputado conservador Imran Ahmad Khan demitiu-se após ser considerado culpado de abusar sexualmente de um rapaz de 15 anos em 2008.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de