Estátua de Cristóvão Colombo retirada da cidade a que deu nome nos EUA

As estátuas de Cristóvão Colombo foram vandalizadas em várias cidades, na sequencia dos protestos antirracismo.

A estátua do explorador Cristóvão Colombo vai ser retirada da cidade a que deu nome, Colombo, no Estado norte-americano do Ohio, anunciou esta quinta-feira o presidente da câmara, Andrew Ginther.

A estátua localizada na Câmara Municipal vai ser retirada imediatamente e armazenada.

Esta mudança ocorre enquanto monumentos da Confederação e de outras figuras históricas que reprimiram ou oprimiram outras pessoas estão a ser desmanteladas um pouco por toda a parte, nos Estados Unidos.

"Para muitas pessoas na nossa comunidade, a estátua representa patriarcado, opressão e divisão. Isso não representa a nossa grande cidade e não vamos mais viver na sombra do nosso feio passado", afirmou Ginther, em comunicado.

As estatuas de Cristóvão Colombo têm sido alvo preferencial, entre outras, das manifestações antirracismo, tendo já sido vandalizadas em várias cidades, como Saint Paul, no estado do Minnesota, em Richmond, Virgínia, e em Boston, onde a cabeça de uma estátua do explorador foi retirada e partida.

Protestos antirracistas em todo o país foram desencadeados pela morte de George Floyd, um afro-americano de 46 anos, em 25 de maio, em Minneapolis (Minnesota), por um polícia branco que lhe pressionou o pescoço com um joelho durante cerca de oito minutos numa operação de detenção, apesar de Floyd dizer que não conseguia respirar.

Recomendadas

Patrocinado

Apoio de