Eurodeputados querem esclarecimentos adicionais de Elisa Ferreira

A Comissão Europeia quer saber mais sobre as ações que Elisa Ferreira detém na Sonae, empresa que já recebeu fundos europeus.

Elisa Ferreira não passa, para já, pelo crivo na Comissão de Assuntos Jurídicos do Parlamento Europeu. Numa reunião à porta fechada, foi pedido um esclarecimento adicional com base num lote de ações da Sonae detidas por Elisa Ferreira. A empresa que está inscrita como lobista em Bruxelas já recebeu fundos comunitários.

De acordo com as normas europeias, as empresas lobistas devem estar registadas, para garantir valor da transparência.

Elisa Ferreira terá agora de responder a questões adicionais para esclarecer os eurodeputados. No entanto, a comissária nomeada para a pasta de Coesão e Reformas não ficou comprometida pelo potencial conflito de interesses relativos à presidência da CCDR-Norte por parte do marido, Fernando Freire de Sousa.

Elisa Ferreira contactou serviços da Comissão sobre "aspeto da sua declaração de interesses"

A comissária europeia designada Elisa Ferreira contactou os serviços da Comissão Europeia para pedir esclarecimentos relativamente a "uma questão relacionada com um aspeto da sua declaração de interesses", revelou esta quinta-feira a porta-voz do executivo comunitário.

"Posso confirmar que a comissária indigitada Elisa Ferreira contactou os serviços da Comissão sobre uma questão relacionada com um aspeto da sua declaração de interesses [financeiros]. Estamos a analisá-la e providenciaremos aconselhamento sobre essa matéria. Entenderá que não o faremos nesta sala de imprensa", declarou Mina Andreeva na conferência diária da Comissão Europeia, em Bruxelas.

A porta-voz do executivo comunitário respondia a uma questão sobre a possível existência de um conflito de interesses entre a pasta que a comissária designada por Portugal irá tutelar - a da Coesão e Reformas - e o cargo ocupado pelo marido, Fernando Freire de Sousa, que é presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), uma entidade responsável pela aplicação de fundos comunitários.

Recomendadas

Patrocinado

Apoio de