Europol e FBI apreendem servidores utilizados em grandes ataques informáticos

Os servidores foram apreendidos em vários países europeus e nos Estados Unidos da América.

A Europol e o FBI apreenderam 15 servidores utilizados por piratas informáticos em grandes ataques na Internet. A operação policial foi anunciada esta terça-feira, mas já tinha decorrido na segunda-feira.

Os servidores apreendidos na Alemanha, Países Baixos, República Checa, França, Hungria, Ucrânia, Estados Unidos, Reino Unido e Letónia. Os aparelhos informáticos utilizavam o domínio VPNLab.net que, de acordo com a Europol, eram usados "como suporte em crimes sérios".

A agência de coordena as polícias da União Europeia explica que após a apreensão, os investigadores identificaram mais de cem empresas em risco de derem alvo de ataques de grupos de piratas informáticos. Entre esses grupos estavam responsáveis por ações em que foram pedidos pagamentos de resgates.

O domínio VPNLab.net funcionava desde 2008 a oferecer serviços baseados na tecnologia OpenVPN e encriptação 2048-bit que providenciava anonimato online por menos de 60 dólares por ano. A Europol afirma que o domínio era popular entre os cibercriminosos, que conseguiam cometer os crimes sem serem detetados.

"As acções levadas a cabo no âmbito desta investigação deixam claro que os criminosos estão a ficar sem formas de esconder os seus rastos online. Cada investigação que empreendemos informa a seguinte, e a informação obtida sobre as potenciais vítimas significa que podemos ter prevenido vários ciberataques graves e violações de dados", disse o chefe do Centro Europeu de Cibercriminalidade da Europol, Edvardas Šileris.

"Esta Operação mostra o resultado de uma cooperação eficaz das agências internacionais, o que torna possível fechar uma rede global e destruir tais marcas", concluiu.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de