França resgata 72 migrantes no Canal da Mancha

Todos os resgatados apresentavam bom estado de saúde e foram encaminhados para Calais e Boulogne-sur-Mer.

As autoridades marítimas francesas anunciaram, este domingo, o resgate de 72 migrantes, no Canal da Mancha, cujos navios se depararam com dificuldades ao tentarem chegar ao Reino Unido.

A guarda costeira foi alertada, ao início do dia, para vários barcos em dificuldades ao largo da costa de Calais, cidade para onde foram levadas 38 pessoas que seguiam a bordo de uma embarcação intercetada por um barco patrulha francês.

Outros 34 migrantes foram resgatados por um rebocador operado pela marinha francesa e levados para Boulogne-sur-Mer, também na costa francesa do Canal da Mancha.

Todos os emigrantes resgatados estavam de boa saúde e foram entregues aos serviços de salvamento e à polícia fronteiriça.

Desde finais de 2018, o número de travessias ilegais do Canal da Mancha aumentou acentuadamente à medida que os migrantes tentavam chegar à Grã-Bretanha, enfrentando perigos ligados ao tráfego marítimo intenso, às fortes correntes e às baixas temperaturas da água.

Só em 2020, houve cerca de 9500 travessias ou tentativas de travessia, de acordo com a guarda costeira, mais de quatro vezes o número do ano anterior.

Seis pessoas morreram e três desapareceram ao tentarem a travessia no ano passado, em comparação com quatro mortos em 2019.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de