Polícia Marítima portuguesa em missão na Grécia resgata 115 migrantes

As autoridades portuguesas em missão na Grécia intercetaram três embarcações.

A Polícia Marítima portuguesa em missão na ilha grega de Lesbos resgatou esta quinta-feira 115 migrantes que viajavam em vários botes, em operações que decorreram ao longo da madrugada.

A viatura de vigilância costeira da Polícia Marítima detetou um bote, pelas 01:05, tendo passado as coordenadas à equipa na embarcação "Tejo", que o intercetou e acompanhou com 47 migrantes a bordo, dos quais 26 crianças, 11 mulheres e 10 homens.

Os migrantes foram recebidos pela equipa da Polícia Marítima em terra e entregues às autoridades gregas em segurança.

Polícia Marítima em missão na Grécia resgata 115 migrantes na madrugada de hoje

Polícia Marítima em missão na Grécia resgata 115 migrantes na madrugada de hoje A equipa da Polícia Marítima em missão na ilha grega de Lesbos resgatou, na madrugada de hoje, 115 migrantes e auxiliou, na tarde de ontem, 47 migrantes. Leia a notícia completa em: https://www.amn.pt/Media/Paginas/DetalheNoticia.aspx?nid=2671

Publicado por Autoridade Marítima Nacional em Quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Mais tarde, às 02:47, a viatura costeira detetou um outro bote com 40 migrantes, nove crianças, quatro mulheres e 27 homens, tendo a equipa na Polícia Marítima efetuado a sua interceção.

"Os migrantes foram transferidos para a embarcação "Tejo" e desembarcaram no porto de Skala Skamineas em segurança, tendo sido entregues às autoridades gregas", refere a Autoridade Marítima Nacional em comunicado.

Pelas 04:50, foi pedido o apoio da Polícia Marítima portuguesa para recolher um grupo de 28 migrantes que se encontravam numa zona de rochas e de penhascos sem saída por terra, numa operação que contou com a colaboração de uma organização não-governamental.

Já na tarde de quarta-feira, a Polícia Marítima em missão na Grécia também prestou auxílio às operações de chegada a terra de um bote com 47 migrantes, 26 crianças, 10 mulheres e 11 homens.

"Desde 2014, quando iniciou a sua participação na missão Poseidon, a Polícia Marítima totaliza 5.765 vidas salvas", conclui o documento.

A Polícia Marítima encontra-se integrada na operação Poseidon, sob égide da agência europeia Frontex e em apoio à Guarda Costeira grega, com o objetivo de controlar e vigiar as fronteiras marítimas gregas e externas da União Europeia, no combate ao crime transfronteiriço, no âmbito das funções de guarda costeira europeia.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de