"Mergulhados na escuridão." Milhares de pessoas fogem da erupção do vulcão indonésio Semeru

Os habitantes, entre os quais crianças, correram para os abrigos no momento da erupção. As autoridades estabeleceram um perímetro de segurança de cinco quilómetros em torno da cratera.

Milhares de pessoas fugiram das suas casas após o vulcão indonésio Semeru, no leste de Java, ter entrado em erupção, cobrindo a região com uma espessa camada de fumo e cinzas, noticia a agência France-Presse.

Não há por enquanto vítimas a registar, segundo a agência nacional indonésia de catástrofes naturais.

As autoridades, no entanto, evacuaram várias localidades quando fluxos de lava as alcançaram e destruíram uma ponte na região de Lumajang.

"Várias regiões foram mergulhadas na escuridão após terem ficado cobertas por cinzas vulcânicas", disse o porta-voz da agência, Abdul Muhari, acrescentando que foram construídos abrigos em "várias localidades de Lumajang".

Imagens de vídeo difundidas pela agência mostram os habitantes, entre os quais crianças, a correr para os abrigos no momento da erupção, que ocorreu perto das 15h00 (08h00 em Lisboa).

As autoridades estabeleceram um perímetro de segurança de cinco quilómetros em torno da cratera.

A última grande erupção do Semeru data de dezembro de 2020 e provocou também a fuga de milhares de pessoas, tendo coberto localidades inteiras.

A Indonésia encontra-se no "anel de fogo do Pacífico", onde se regista cerca de 85% da atividade sísmica mundial.

Este arquipélago do sudeste asiático tem quase 130 vulcões ativos no seu território.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de