Um milhão de dólares. Polícia suspeito da morte de George Floyd libertado sob fiança

Derek Chauvin estava detido numa prisão de alta segurança no estado de Minnesota.

O agente Derek Chauvin, principal suspeito do homicídio de George Floyd, foi libertado após pagar um milhão de dólares, anunciaram as autoridades judiciais. O polícia que terá asfixiado o afro-americano, durante oito minutos e 46 segundos, estava detido numa prisão de alta segurança no estado do Minnesota.

O julgamento do agente e de outros três colegas, acusados de cumplicidade, deverá arrancar em março do próximo ano. O caso, ocorrido na cidade de Minneapolis, desencadeou uma série de protestos contra o racismo e violência policial sem precedentes nos EUA.

George Floyd foi detido por suspeita de ter tentado pagar com uma nota falsa de 20 dólares num supermercado.

Na chamada para o 911 (número de emergência), que alertou a polícia, a pessoa que ligou descreveu o homem como suspeito de pagar com dinheiro falso e "muito bêbedo, sem controlo sobre si próprio".

LEIA AQUI TUDO SOBRE A MORTE DE GEORGE FLOYD

Recomendadas

Patrocinado

Apoio de