Primeiro-ministro Narendra Modi convida papa Francisco a visitar a Índia

Narendra Modi chegou a Roma para participar na reunião dos países do G20.

O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, convidou este sábado o papa Francisco a visitar a Índia, anunciou o chefe de Governo nas suas redes sociais, depois de uma audiência de cerca de uma hora no Vaticano.

"Tive um encontro muito caloroso com o papa Francisco. Tive a oportunidade de discutir muitos assuntos com ele e também o convidei a visitar a Índia", escreveu Modi na sua conta do Twitter, após o seu encontro com o líder de cerca de 1,3 mil milhões de católicos.

O Vaticano, por seu lado, não revelou o conteúdo dos temas discutidos e limitou-se a informar que devido a limitações de tempo o primeiro-ministro indiano e o secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin, tiveram uma breve reunião.

Narendra Modi chegou a Roma para participar na reunião dos países do G20, um grupo formado pelos ministros das finanças e chefes dos bancos centrais das 19 maiores economias do mundo mais a União Europeia, e mais tarde irá viajar para Glasgow para a cimeira climática COP26, questões que provavelmente estiveram na reunião deste sábado com o papa Francisco.

O sumo pontífice argentino ofereceu ao primeiro-ministro indiano um medalhão de bronze com uma inscrição inspiradora antes da cimeira climática: "O deserto tornar-se-á um jardim" e vários documentos papais, incluindo a mensagem do Dia da Paz deste ano e o documento sobre a Irmandade Humana.

Modi também presenteou o papa, oferecendo-lhe um candelabro de prata e um livro sobre o compromisso do país para com o ambiente.

A visita do líder indiano acontece numa altura em que os cristãos em muitas partes da Índia, um país maioritariamente hindu, se têm queixado de assédio e ataques à comunidade e às suas instituições.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de