Tempestade em Minas Gerais faz pelo menos 45 mortos

Há ainda 18 desaparecidos e mais de 17.000 deslocados.

Quarenta e cinco pessoas morreram e 18 estão desaparecidas por causa das tempestades que atingem o estado brasileiro de Minas Gerais desde quinta-feira, informaram esta segunda-feira as autoridades locais.

A maioria das vítimas sucumbiu a deslizamentos de terras e à destruição das casas provocadas pelas inundações e a intensa precipitação, que atingiu valores recorde.

As imagens das televisões locais continuam a divulgar imagens de desmoronamentos, casas submersas, árvores e postos elétricos derrubados, rios que transbordaram e bairros inundados pela tempestade, que também atingiu os estados vizinhos do Rio e do Espírito Santo.

O Instituto Nacional de Meteorologia indicou ter registado em 24 horas as mais fortes precipitações desde o início das primeiras medições, que se iniciaram há 110 anos.

Entre as 09:00 de quinta-feira e as 09:00 de sexta-feira foram registados 171,8 milímetros de chuva em Belo Horizonte, um recorde. As chuvas prosseguiram durante o fim de semana, mas no domingo começaram a baixar de intensidade.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de