Templo Satânico quer hastear bandeira em Boston após decisão do Supremo

O presidente da Câmara de Boston recusou-se a comentar o pedido do grupo satânico, informando contudo que está avaliar o regulamento relativo ao hastear de bandeiras na cidade.

O Templo Satânico pediu para hastear uma bandeira à Câmara de Boston após o Supremo Tribunal dos EUA considerar que a edilidade discriminou um ativista impedido de hastear uma bandeira cristã num prédio, noticiou a AP.

O Supremo Tribunal dos Estados Unidos decidiu esta semana que a cidade violou os direitos de liberdade de expressão do ativista Harold Shurtleff, por causa de seu "ponto de vista religioso", ao não autorizar que hasteasse uma bandeira cristã no exterior de um prédio do centro de Boston.

O grupo do Templo Satânico, com sede em Salem, twittou na terça-feira uma cópia de seu pedido para hastear uma bandeira para marcar a Semana Satânica, que decorre de 23 a 29 de julho.

O pedido apresentado online ao departamento de administração de propriedades de Boston não fornece pormenores sobre como seria a bandeira ou o que a celebração da Semana Satânica implica.

Porta-vozes do Templo Satânico não responderam a um e-mail enviado a pedir comentários sobre o assunto.

O grupo lançou desafios de liberdade religiosa em todo o país, incluindo um recente processo federal em que alega que a tradicional oração de abertura do Conselho da Cidade de Boston, durante as reuniões públicas, é "discriminatória e inconstitucional".

O gabinete da presidente da Câmara de Boston, Michelle Wu, recusou-se a comentar o pedido do grupo satânico, informando contudo que está a analisar a decisão do Supremo Tribunal, ao mesmo tempo em que avalia o regulamento relativo ao hastear de bandeiras na cidade.

Apesar de ter negado a pretensão ao ativista Harold Shurtleff, a Câmara de Boston já aprovou, no passado, outros pedidos de hasteamento de bandeiras na cidade.

Em 2017, Shurtleff e seu grupo conservador queriam hastear uma bandeira branca com uma cruz vermelha num fundo azul, a chamada bandeira cristã, para marcar o Dia da Constituição em 17 de setembro.

O Templo Satânico é um grupo religioso que utiliza o imaginário satânico para promover o igualitarismo, a justiça social e a separação entre igreja e Estado.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de