Destaques

Mais Opinião

Anselmo Crespo
Anselmo Crespo

O jeito que Ana Gomes dá a Marcelo

A incerteza que esta pandemia trouxe aos nossos dias inviabiliza qualquer prognóstico certeiro sobre o futuro político, económico ou social. Tudo é verdade até ser mentira. Tudo é certo até se tornar incerto e nos obrigar a uma adaptação repentina. E é neste contexto que o país entra na discussão de um Orçamento do Estado para 2021, um ano que ainda ninguém sabe o que nos reserva. Ou numas eleições presidenciais que podem tornar-se numa espécie de teste do algodão à democracia portuguesa.

Rodrigo Tavares
Rodrigo Tavares

Deveremos reivindicar os bens saqueados pelos franceses?

Disse o rececionista do hotel, no fim de semana passado, que parte do espólio do Convento do Espinheiro, nos arredores de Évora, foi saqueado pelos generais franceses Junot e Soult e encontra-se em museus em França e Nova York. Estas estórias, que retratam a desumanidade das invasões francesas ocorridas entre 1807 e 1811, fazem parte do património oral de transmontanos, beirões e alentejanos. Ouro e arte foram extirpados abrutadamente de conventos, castelos e palácios, deixando um rasto de desterro identitário, de míngua financeira e de cólera muda.

Rodrigo Tavares
Rodrigo Tavares

A guerra colonial ainda não acabou

A crença de que Portugal é um país seguro e pacífico tem inibido o debate sobre as vísceras bélicas do nosso passado recente. Entre 1961 e 1975, cerca de 1 milhão de jovens portugueses lutou na guerra colonial e, para a vasta maioria, foi a experiência individual mais avassaladora das suas vidas. Depois disso houve casamentos, filhos e netos, conquistas profissionais e outros momentos marcantes, mas os anos da guerra em África foram o ferrete mais quente.

Educação no Coração
Filinto Lima

Educação no Coração

Vila Nova de Gaia, um dos maiores municípios de Portugal, apresenta uma vasta rede de estabelecimentos com oferta educativa e formativa variadas. Neste concelho, é reconhecida a vontade política da autarquia em apoiar, acompanhar através de medidas de cooperação efetivas e da criação de programas que laboram permanentemente em prol da instituição escola. Findo este ano letivo, impõe-se efetuar, mais uma vez, um balanço claramente positivo da atuação da Câmara Municipal que coloca a Educação no centro da sua agenda política.

Anselmo Crespo
Anselmo Crespo

O Estado e a comunicação social

Se olharmos para a forma como os sucessivos governos trataram a comunicação social nas últimas décadas e, sobretudo, para o chamado serviço público, dificilmente conseguiremos levar algum partido do chamado arco da governação muito a sério. Os que não tentaram influenciar, manipular e condicionar jornais, rádios e televisões não tiveram qualquer visão sobre o setor ou decidiram atirar para debaixo do tapete um assunto que queima e que acabava "enterrado" no Ministério da Cultura, entregue a ministros que percebem tanto de comunicação social como eu percebo de lagares de azeite.