Mais Opinião

Raquel Vaz Pinto
Raquel Vaz Pinto

Sudeste Asiático, Beijing e Washington

Os holofotes internacionais têm estado centrados em várias questões: no fim das negociações na Alemanha com vista a uma coligação governativa entre os Liberais, os Verdes e o SPD; na convocatória dos Estados Unidos da América para uma cimeira virtual entre e sobre Democracias e que inclui Taiwan; e na articulação de esforços para ter informações sérias e credíveis sobre a tenista chinesa Peng Shuai e sobre o impacto bem fundo da violência exercida sobre as mulheres chinesas; no fim, acabei por optar pela recente Cimeira da ASEAN com a China.

Inês Cardoso
Inês Cardoso

Vidas em risco onde é suposto cuidarem delas

Situação explosiva. Calamitosa. Serviços de saúde sem segurança e qualidade. Os termos usados variam, mas são todos eles fortes. São os escolhidos por responsáveis nacionais e regionais de ordens e sindicatos do setor da saúde para descrever os problemas sentidos nos hospitais. No último mês os enfermeiros apresentaram mais de mil escusas de responsabilidade em várias unidades do país e sucedem-se as demissões em bloco de médicos em cargos de chefia.

Miguel Poiares Maduro
Miguel Poiares Maduro

O que aconteceu aos valores olímpicos

Muitos de vós terão ouvido falar, nos últimos dias, do caso que envolve a tenista chinesa Peng Shuai. A tenista, uma das estrelas do circuito internacional de ténis, deixou de ser vista em público após ter acusado, numa rede social chinesa, um ex-vice primeiro-ministro chinês de a ter violado. O que escreveu foi imediatamente apagado e a tenista desapareceu. Perante o clamor internacional e o protesto de inúmeras tenistas, governos e organizações não-governamentais, um jornal, controlado pelo governo chinês, divulgou fotos da atleta e um comunicado, alegadamente escrito por ela, em que esta dizia estar bem. Sendo impossível apurar a veracidade da notícia ou sequer se a atleta estaria em condições de falar com liberdade, isso não diminuiu os protestos internacionais. Sucederam-se os apelos ao boicote dos Jogos Olímpicos de Inverno que irão ter lugar na China em Fevereiro.

Inês Cardoso
Inês Cardoso

Separar o trigo do joio em política

A solução legislativa encontrada para impedir que políticos condenados por crimes no exercício da atividade possam voltar a candidatar-se a cargos públicos foi ontem aprovada na Comissão de Assuntos Constitucionais. O tema, contudo, não é pacífico. O PCP, que votou contra, alerta para o risco de inconstitucionalidade, já que está em causa uma perda de direitos políticos. O Conselho Superior da Magistratura, por seu turno, manifesta reservas ao facto de os juízes serem chamados a emitir "juízos de idoneidade política".

Daniel Oliveira
Daniel Oliveira

Deixem as crianças em paz

"Os dois alunos de Famalicão que não frequentam a disciplina de Cidadania e Desenvolvimento desde 2018, por imposição do seu pai, teriam normalmente sido retidos, ou, como se dizia no meu tempo, teriam chumbado por faltas." Daniel Oliveira lembra que a retenção por faltas é "uma das bandeiras dos que têm posições mais conservadoras sobre o ensino", e aponta a contradição: "Como acontece muitas vezes com os conservadores, a virtude é só para os outros."

Rita Valadas
Rita Valadas

Dia Mundial dos Pobres

A Igreja católica assinala hoje, pelo quinto ano, o Dia Mundial dos Pobres sob o mote "Pobres sempre os tendes convosco". O Papa Francisco apresenta esta intenção como um desafio a que a Igreja tome a iniciativa de se aproximar e de "encontrar" os pobres onde estão. "Não podemos ficar à espera que batam à nossa porta; é urgente ir ter com eles" mesmo quando se escondem. É um repto contra a indiferença, um combate ao conformismo na desigualdade, um incentivo a favor da proximidade e de um estar alerta a favor dos mais vulneráveis.