Sente-se confortavelmente e relaxe. A sua casa também pode ser a Casa da Música

Chamaram-lhe o OVNI que aterrou na rotunda da Boavista, no Porto. Mas o diretor artístico diz à TSF, que a qualidade é "a marca que fica destes 15 anos" e para assinalar a data a instituição vai divulgar vídeos de vários concertos.

A pandemia impede que a Casa da Música abra as portas no dia em que comemora 15º aniversário, por isso a festa vai ser virtual. Esta quarta-feira é lançado um blog para a transmissão de concertos, atuações online de vários músicos das orquestras Barroca e Sinfónica a partir de casa.

Inaugurada a 14 de abril de 2005, quatro anos depois da "Porto 2001", o edifício da Casa da Música é, no entanto, o mais importante legado da Capital Europeia da Cultura. Mas esta não é a única particularidade do espaço. A arquitetura, inspirada numa caixa de sapatos, não deixa ninguém indiferente e causou polémica quando foi revelado no final dos anos 1990.

"Continuamos a levar música até às pessoas, mas nesta altura só há uma forma que é virtual", explica o diretor artístico António Jorge Pacheco, na Manhã TSF.

Pelo palco da Casa da Música passaram alguns dos mais reputados artistas, compositores, maestros, músicos e performers. "Temos um acervo de concertos gravados muito de rico e achámos que estava na altura de abrir parte deste património", diz o diretor artístico. Todos os concertos disponibilizados serão acompanhados pelas respetivas folhas de sala.



Alguns destes concertos vão poder ser vistos, a partir desta terça-feira, em blog.casadamusica.com, vão ser ainda divulgados vários vídeos com mensagens de figuras da Casa e até um quiz. Neste primeiro dia, o destaque vai para a transmissão da Missa em Si Menor, de Bach, pela Orquestra Barroca, com o Coro e Coro Infantil da Casa da Música, às 22h00. "É uma plataforma mais calma do que as redes sociais", diz António Jorge Pacheco.

Vão ser ainda divulgadas fotografias dos 15 anos da instituição, "postais musicais" gravados pelos músicos com os seus próprios aparelhos e republicações de material disponibilizado pelo público.

"A qualidade é a grande marca da Casa da Música nestes 15 anos" realça António Jorge Pacheco, que diz ainda que o espaço "tornou natural e orgânica a audição de música contemporânea a par do reportório clássico. Até porque não havia esses hábitos".

A programação desta temporada está a ser cancelada, alguns espetáculos podem vir a ser reagendados, "mas para quando?", interroga-se o diretor artístico.

Recomendadas

Patrocinado

Apoio de