Acusação do SMMP. ANTRAM enviou escalas para trabalhadores e não para sindicato

Pardal Henriques avisa que as empresas estão a enviar aos trabalhadores escalas com 12 ou 14 horas de serviço e garantiu que os motoristas vão apenas cumprir as oito horas de trabalho.

O Sindicato dos Motoristas de Matérias Perigosas justifica a falta da identificação dos trabalhadores para cumprir os serviços mínimos com o facto de a ANTRAM estar a enviar as escalas de trabalho diretamente aos profissionais.

Em declarações à agência Lusa, o advogado e porta-voz do Sindicato, Pardal Henriques, disse que a Associação de Transportadores de Mercadorias devia ter enviado aos sindicatos antecipadamente a identificação dos serviços normais para que depois pudessem ser fornecidos os trabalhadores que devem cumprir os serviços mínimos decretados pelo Governo.

"As empresas estão, desde sexta-feira, a enviar escalas para os trabalhadores para se apresentarem ao trabalho como se não existisse um pré-aviso de greve, em vez de as enviarem para o sindicato", disse também, ouvido pela TSF.

Segundo Pardal Henriques, a ANTRAM não o fez e optou por enviar as escalas normais de trabalho diretamente para os trabalhadores.

Contudo, Pardal Henriques avisa que as empresas estão a enviar aos trabalhadores escalas com 12 ou 14 horas de serviço e garantiu que os motoristas vão apenas cumprir as oito horas de trabalho.

Engageya Widget 1

Engageya Widget 2

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de