Portugal com 3.ª maior subida em cadeia dos preços na produção industrial em março

De acordo com o Eurostat, na zona euro, os preços na produção industrial aumentaram 36,8% face a março de 2021 e 5,3% na comparação com fevereiro e, na UE, o indicador subiu 36,5% na variação homóloga e 5,4% em cadeia.

Os preços na produção industrial avançaram, em março, na zona euro e União Europeia (UE), com Portugal a registar a terceira maior subida em cadeia (8,4%), segundo dados do Eurostat.

Na zona euro, os preços na produção industrial aumentaram 36,8% face a março de 2021 e 5,3% na comparação com fevereiro e, na UE, o indicador subiu 36,5% na variação homóloga e 5,4% em cadeia, segundo o serviço estatístico comunitário.

O setor da produção de energia foi o principal impulsionador das subidas no indicador, tendo os preços disparado 104,1% na zona euro e 101,3% na UE face a março de 2021 e, respetivamente, 11,1% e 11,6% na comparação com fevereiro.

Na variação homóloga, os preços na produção industrial subiram em todos os Estados-membros, com particular incidência na Irlanda (106,1%), Roménia (67,6%) e Dinamarca (62%).

Já na comparação com fevereiro, Portugal registou a terceira maior subida (8,4%), depois da Irlanda (36,1%) e da Grécia (8,8%), tendo o indicador recuado apenas na Eslováquia (-1,1%) e se mantido inalterado em Malta.

Os preços na produção industrial aumentaram, em Portugal, 30,9% na comparação com março de 2021.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de