Ataque ao Bloco? "Leiam a entrevista toda e não a resposta a uma pergunta"

António Costa considera que declarações foram retiradas do contexto e recusou fazer mais comentários.

O primeiro-ministro está a fazer uma viagem pela Estrada Nacional 2 (EN2) e, em São Brás de Alportel, no Algarve, desvalorizou o que tem sido dito sobre a entrevista ao Expresso, nomeadamente quando citou um amigo para se referir ao Bloco de Esquerda como um "partido de mass media".

"Recomendo que tem estiver interessado em ler a entrevista, que leia a entrevista toda e não a resposta a uma única pergunta que, aliás, retirada do contexto pode ter um sentido diverso daquele que tem no sentido da entrevista", referiu António Costa, fugindo da alimentação de polémicas.

O chefe do Executivo esclareceu ainda que em outubro, mês de eleições Legislativas, vai seguir-se uma "viagem conjunta". "O país faz-se com todos e é com todos que vamos seguir a trabalhar para continuar a prosseguir este trabalho", assegurou.

Em resposta ao líder do PS, o Bloco de Esquerda falou a duas vozes, primeiro Marisa Matias referiu que Costa, quando precisou, não fez "caricaturas de mau gosto". Já Catarina Martins frisou que "o desejo de uma maioria absoluta pode levar à arrogância e à tentação de fazer caricaturas".

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de