Baião é o primeiro município português certificado como destino turístico sustentável

O presidente da Câmara de Baião, Paulo Pereira, afirmou à TSF que o município está a implementar várias iniciativas para o futuro.

O Município de Baião foi certificado com o "Galardão Prata" EarthCheck como destino turístico sustentável, uma certificação internacionalmente reconhecida e validada pela organização internacional Global Sustainable Tourism Council (GSTC).

O concelho de Baião é o "mais verde" do distrito do Porto com 68 por cento do seu território coberto por áreas verdes e floresta e torna-se assim o primeiro município português a obter esta distinção como "Destino Turístico Sustentável".

O processo de candidatura de Baião começou em 2018 e resultou de um trabalho de recolha e análise de informação de três anos, culminando numa auditoria feita pela entidade internacional "EarthCheck", uma Organização Não Governamental de referência na área.

Pelo meio, em dezembro de 2019, o município recebeu a medalha de bronze pelo seu processo de benchmarking, num evento que decorreu nos Açores por altura da certificação daquele arquipélago, que se tornou o primeiro arquipélago mundial certificado como Destino Turístico Sustentável.

Esta auditoria mostra a evolução do concelho em vários indicadores ambientais, económicos, culturais e sociais e faz a comparação com outros territórios igualmente certificados. A metodologia de trabalho, permite o alinhamento com aquilo que de melhor se faz a nível mundial, assim como a identificação de boas práticas ao nível do desenvolvimento sustentável em territórios que desejam desenvolver o seu potencial turístico de forma integrada e equilibrada.

Foram analisados diversos indicadores como os consumos energéticos, incluindo a utilização de energias limpas, os processos de tratamento de resíduos (quantidade de resíduos enviada para aterro e resíduos enviados para reciclagem), o tratamento das águas, as áreas verdes, mas também indicadores associados à segurança, à economia e à cultura.

Paulo Pereira, presidente da Câmara de Baião, foi entrevistado por Fernando Alves na Manhã TSF e enumerou diversas iniciativas a implementar no concelho, como a criação de "um festival da juventude e sustentabilidade". Depois na "vertente social", o autarca também mencionou um programa de redução de tarifário nos transportes públicos, a "racionalidade e eficiência" nos transportes escolares ou a eletrificação da linha do Douro para o futuro.

A base para trazer turistas, segundo o presidente da Câmara, vai ter com base a abordagem ecológica. "O perfil do turista tem vindo a alterar muito", adiciona Paulo Pereira, que acredita que "o turismo ou é sustentável ou deixa de existir". E, por isso, aposta num concelho de Baião com "pegada ecológica responsável".

No comunicado enviado à TSF, o Diretor Executivo e fundador da organização EarthCheck Stewart Moore afirmou que esta distinção "pode ajudar a construir a reputação de Baião como um território na linha da frente em termos de sustentabilidade, tanto para os visitantes como para a comunidade local. Gostaria de dar os parabéns à equipa do Município de Baião pelo esforço e dedicação que colocaram em medir indicadores e avaliar a sua prestação e compará-las com as melhores práticas neste domínio."

"Vários destinos em todo o Mundo estão a reconhecer a necessidade de abraçar a causa da sustentabilidade. Apenas quando um território compreende totalmente a sua pegada ambiental e social e consegue o envolvimento da sua comunidade local pode tomar decisões informadas sobre como planear e gerir o seu futuro. É importante compreender que não podemos gerir algo que não conseguimos medir", conclui Stewart Moore.

O Município de Baião pretende promover um maior envolvimento da população do concelho para transformar os eventos tradicionais em "eventos verdes" ou "eventos ambientalmente responsáveis" abraçando o lema "Verde é o novo Destino/ Green is the new Destination".

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de