Empresa portuguesa inicia em outubro testes de vacina contra a Covid-19

Biotecnologica de Cantanhede conta ter a vacina pronta num prazo de dois anos.

Uma empresa biotecnológica de Cantanhede vai iniciar testes em ratinhos para desenvolver uma vacina contra o novo coronavírus. O CEO da Immunethep, situada no Parque Tecnológico de Cantanhede, espera ter a vacina pronta a ser comercializada dentro de dois anos.

A base desta vacina são vírus inativos, mas a vacina vai ter uma dupla função: induzir a produção de anti-corpos e aumentar a nossa capacidade de resposta contra as infeções oportunistas, como explica o responsável da empresa Bruno Santos.

"Dada a especificidade dele atacar a via aérea, em primeiro lugar, pensámos em robuster a via aérea para essa resposta", revela, explicando que o essencial é reforçar "a proteção dos pulmões e todo o sistema respiratório".

A fórmula encontrada pela Immunethep vai começar a ser testada em outubro, mas sem pressa. "Estamos a fazer os possíveis para, durante o próximo ano, começar os ensaios clínicos e, no prazo de dois anos, ter uma vacina segura para dar às pessoas", diz Bruno Santos.

A nível mundial, há várias vacinas a serem testadas em humanos. Uma das mais polémicas é a Sputnik, de origem russa, que já começou a ser administrada em grupos prioritários. Na China, também várias pessoas já foram vacinadas, mas a comunidade internacional duvida da sua eficácia.

Recomendadas

Patrocinado

Apoio de