Antes das vindimas, os tomates coração de boi mostram-se no Douro

Já vai na quarta edição e esta sexta-feira na Quinta de Ventuzelo, a meio caminho de São João da Pesqueira e do Pinhão, 24 produtores de tomate "coração de Boi" levaram a concurso os seus melhores exemplares.

Esta qualidade "grande" de tomate tem na região do Douro condições únicas para o seu desenvolvimento. O concurso serve, sobretudo para uma disputa sã entre os participantes ao mesmo tempo que se assume como mais uma saborosa referência turística da região vinhateira.

"É um tomate diferente de todos os outros. Muito mais carnudo, menos semente, menos desperdício e muito mais sensível. Rico, de sabor e muita mais frescura" diz Leopoldo Callhau, proprietário e Chef do restaurante Adega do Calhau em Lisboa. É um dos júris do concurso e aproveita a vinda ao Douro para levar os "coração de boi". "Estes não chegam a Lisboa e quando venho encho o carro até não poder mais".

Quem conhece bem esta preciosidade gastronómica é Abílio Tavares da Silva. Há quinze anos que o engenheiro informático deixou a capital para se instalar na região vinhateira onde produz vinhos e tomates..."(risos) Os tomates já quase que são a minha assinatura. Já os conhecia mas não há dúvida que aqui têm excelentes condições ambientais que lhes permitem ter uma expressão, uma doçura, uma intensidade, sabor, é uma coisa única".

O produtor envia para alguns amigos em Lisboa estes tomates mas diz preferir "que eles venham até aqui ao Douro, conhecer a região e prova-los"

E podem fazê-lo em muitos restaurantes aderentes ao mês de Agosto, mês do tomate Coração de boi no Douro. É precisamente nesta altura que os produtores de vinho, antes de iniciarem as vindimas, mostram com orgulho os tomates, criados num terroir de temperaturas muito altas no meio dos socalcos de xisto.

Este ano o concurso foi na Quinta de Ventuzelo, propriedade da Gran Cruz perto de São João da Pesqueira. O Chefe Miguel Castro Silva é um dos embaixadores da casa e diz que nem o apetite voraz dos insetos estragou a produção.

" O concurso é já uma referência no Douro, é uma festa. Este ano houve aqui alguns problemas. Alguns insetos também queriam partilhar connosco os tomates mas estão aqui bons tomates, pelo menos o aspeto é fantástico".

E que também vão ser mostrados este sábado na Capela da aldeia de Arroios, junto a Vila Real, salienta Celeste Pereira da organização. "Vamos fazer dentro da Capela que é uma referência arquitetónica e turística do Douro, uma prova de tomate, azeite e flor de sal e fora há festa com as vendedoras de Arroios e do Douro a venderem tomate".

Este ano o concurso do melhor Tomate Coração de boi tingiu um record de participantes com 24 produtores de outras tantas quintas do Douro.

Engageya Widget 1

Engageya Widget 2

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de