Mais de 30 concelhos de sete distritos em risco máximo de incêndio

Há ainda vários concelhos em risco muito elevado e elevado de incêndio.

Mais de 30 concelhos de sete distritos do interior norte e centro e Algarve apresentam, esta terça-feira, um risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Neste risco estão mais de 30 concelhos de Faro, Portalegre, Santarém, Castelo Branco, Guarda, Viseu e Bragança.

O IPMA colocou também risco muito elevado e elevado de incêndio vários concelhos de todos os distritos (18) de Portugal continental.

Segundo o IPMA, pelo menos até ao final da semana vai manter-se o risco de incêndio máximo e muito elevado em vários concelhos do continente por causa do tempo quente.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo.

Os cálculos são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

O IPMA prevê tempo quente ao longo da semana, com uma descida hoje e quarta-feira e uma subida gradual a partir de quinta-feira.

Estas temperaturas elevadas devem-se, segundo o IPMA, a "uma massa de ar quente e seca proveniente do norte de África, associada a um fluxo de leste sobre a Península Ibérica, na circulação conjunta de um anticiclone localizado na região dos Açores, que se estende em crista até ao Golfo da Biscaia, e de uma depressão centrada no interior da Península".

Por causa do tempo quente, o IPMA colocou sob aviso amarelo os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Vila Real, Bragança, Guarda, Viseu, Santarém, Lisboa Castelo Branco, Portalegre, Setúbal, Évora, Beja e Beja até às 21:00 de hoje.

O aviso amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

Por causa das elevadas temperaturas, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) decretou na segunda-feira a passagem de 10 distritos, maioritariamente no interior, ao estado de alerta especial laranja nas próximas 72 horas devido a risco de incêndio rural muito elevado ou máximo.

A informação foi avançada em conferência de imprensa na sede da ANEPC (Oeiras), pelo comandante operacional nacional, Duarte Costa, que afirmou estarem "reunidas as condições favoráveis à eventual ocorrência da propagação de incêndios rurais", tendo por base as previsões meteorológicas do IPMA para os próximos dias.

O comandante Duarte Costa referiu que as condições previstas para as próximas 72 horas são de tempo seco e quente, com humidade relativa no ar inferior a 20%, vento moderado a forte, sobretudo nas terras altas, temperaturas máximas superiores a 36 graus no sotavento algarvio e no interior norte e possibilidade de trovoada seca no interior norte e centro.

"A ANEPC, através do seu comando nacional, decretou a passagem para o estado de alerta especial laranja para os seguintes distritos: Beja, Bragança, Castelo Branco, Évora, Faro, Guarda, Portalegre, Santarém, Vila Real e Viseu", disse o comandante Duarte Costa, acrescentando que se mantém o estado de alerta especial amarelo para os restantes distritos do país.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de