Médicos de Saúde Pública preocupados com aumento de novos casos

Ricardo Mexia alerta para a retoma de atividades que podem representar risco de disseminação da Covid-19.

É com preocupação que o presidente da Associação dos Médicos de Saúde Pública vê o aumento do número de novas infeções por Covid-19 nos últimos dois dias. Em declarações à TSF, Ricardo Mexia teme que o país esteja de novo numa trajetória ascendente.

"Tínhamos tido dificuldades em colocar os números numa trajetória descendente. Nas últimas duas semanas estávamos, aparentemente, nesse caminho e, nos últimos dois dias, infletiram essa tendência. É visto com grande apreensão", disse.

O presidente da Associação dos Médicos de Saúde Pública diz que esta é a prova de que atividades, como bares e discotecas, ainda não devem abrir portas.

"Há medida que vamos retomando mais atividades, não temos perspetiva da redução do risco. Sem tomar todas as cautelas, estamos a potenciar a disseminação da doença", alerta

Sobre a medida do Conselho de Ministros, que delegou nos autarcas dos concelhos de Lisboa mais afetados pela Covid-19 a decisão de prolongar depois das 8 da noite o horário do comercio, Ricardo Mexia considera que é útil, desde que a última palavra seja das autoridades de saúde.

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 325 novos casos de Covid-19. Registaram-se mais três mortes.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de