Desaparecimento "espontâneo". Noah encontrado vivo por populares a vários quilómetros de casa

Noah estava numa "zona florestal" já perto da povoação de Medelim. Criança terá percorrido cerca de dez quilómetros.

O menino de dois anos que estava desaparecido desde a manhã desta quarta-feira em Proença-a-Velha, no concelho de Idanha-a-Nova, foi encontrado esta tarde com vida, embora ferido, e consciente, confirmou a TSF.

O menino "está a ser sujeito a uma avaliação médica" e o capitão da GNR responsável pela operação, Jorge Massano, em declarações aos jornalistas não confirmou se a criança foi assistida no local ou já num hospital, nem se já teve contacto com os pais.

A criança foi encontrada "por populares" perto das 20h00 numa "zona florestal" inserida num dos setores aos quais foi alargada a operação esta tarde, nas imediações de Proença-a-Velha, mas "mais perto de Medelim".

Em linha reta, o local onde Noah foi localizado "dista cerca de quatro quilómetros da habitação" e há probabilidade "de ter percorrido uma distância de cerca de dez quilómetros", mas a área "não tinha sido percorrida ontem".

A GNR não confirma também se a criança foi encontrada despida e deixa um agradecimento à Proteção Civil e aos populares que colaboraram em toda a operação.

Em declarações à agência Lusa, o coordenador da Polícia Judiciária da Guarda, explicou que o desaparecimento "deverá ser considerado espontâneo".

Esta quinta-feira, a GNR tinha alargado o perímetro de buscas por Noah depois de ter encontrado uns calções, uma bota e uma fralda.

Antes, já tinham sido identificadas pegadas do menino e da cadela que o terá acompanhado durante as primeiras horas, bem como uma camisola.

Esta tarde, o capitão Jorge Massano, da GNR de Castelo Branco, anunciou que ia alargar as buscas "de fora para dentro, com recurso a veículos todo o terreno", para tentar encontrar a criança.

Segundo Jorge Massano, nas operações estavam envolvidos 127 elementos, entre GNR, bombeiros, proteção civil municipal, sapadores florestais e voluntários, com apoio de equipas cinotécnicas, drones e mergulhadores, que verificaram poços e linhas de água.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de