PJ apreende 14 lanchas rápidas por suspeitas de tráfico de droga

Em comunicado, a Polícia Judiciária indica que "as lanchas encontravam-se em diversos estados de construção, suspeitando-se que se destinariam a ser usadas no tráfico de estupefacientes, por via marítima".

A Polícia Judiciária apreendeu, em Viana do Castelo, 14 embarcações de alta velocidade, motores e equipamentos para a construção das chamadas lanchas voadoras, no valor de milhões de euros, na sequência de uma investigação ao tráfico de droga.

O Departamento de Investigação Criminal de Braga atuou por solicitação e em colaboração com as autoridades espanholas (Guardia Civil, Policía Nacional e DAVA - Direção Adjunta de Vigilância Aduaneira) ao realizar buscas em duas empresas de construção naval no distrito de Viana do Castelo, indicou a PJ, em comunicado.

"As lanchas encontravam-se em diversos estados de construção, suspeitando-se que se destinariam a ser usadas no tráfico de estupefacientes, por via marítima", lê-se no documento.

Segundo a PJ, o número de embarcações e motores apreendidos, no valor de vários milhões de euros, evidencia "a capacidade de investimento e logística da organização criminosa".

As investigações continuam, a cargo das autoridades espanholas.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de