Saúde será "a prioridade das prioridades" no próximo Orçamento do Estado

Lacerda Sales admite que o combate à pandemia da Covid-19 fez atrasar outras questões no Serviço Nacional de Saúde, mas garante que o processo de recuperação já começou.

A grande prioridade do Orçamento do Estado para 2021 será a Saúde. A garantia é dada pelo secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, ao Fórum TSF, no dia em que se assinalam os 41 anos do Serviço Nacional de Saúde.

Em entrevista ao jornalista Manuel Acácio, o governante adianta que "se a Saúde já era uma prioridade deste Governo, agora é a prioridade das prioridades" e lembra que "o orçamento anterior, quer no primário quer no suplementar, já houve um reforço de cerca de 1400 milhões de euros".

Por isso, sustenta, "no próximo orçamento teremos de gerir recursos, que são finitos, mas a Saúde continuará a ser uma prioridade".

Lacerda Sales admite que o combate à pandemia da Covid-19 fez atrasar outras questões no Serviço Nacional de Saúde, mas garante que o processo de recuperação já começou. "Queremos reforçar o Serviço Nacional de Saúde. Temos feito um grande esforço, quer na área dos recursos humanos quer na área dos investimentos, no sentido de reforçar o Serviço Nacional de Saúde", assegura.

Também ouvido no Fórum TSF, o bastonário dos médicos, Miguel Guimarães, diz recear que a promessa de investimento fique aquém das necessidades, tendo em conta o muito que há para recuperar: "Estou preocupado com os sete milhões de exames auxiliares de diagnóstico que não foram feitos durante este período, com os milhões de consultas presenciais que não foram feitas, com as mais de 900 mil cirurgias que não foram feitas"

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Recomendadas

Patrocinado

Apoio de