Setúbal e Almada são os concelhos mais afetados pela depressão Bárbara

O comandante distrital da Proteção Civil fala em sarjetas entupidas e queda de árvores.

A depressão Bárbara continua a fazer estragos em todo o território nacional, com especial incidência no Centro do país. Nas cidades de Setúbal e Almada, na margem Sul do Rio Tejo, já há registo de várias inundações e queda de árvores.

Em Setúbal, o comandante distrital da Proteção Civil, Elísio Oliveira, conta à TSF que já há várias ocorrências na cidade.

"Oitenta ocorrências no distrito de Setúbal. O concelho de Setúbal é o mais afetado, seguido de Almada. Não se registaram ocorrências de maior gravidade, prendem-se com situações de inundação", explica.

O comandante distrital da Proteção Civil fala em sarjetas entupidas e queda de árvores.

Os distritos de Lisboa, Setúbal, Santarém, Portalegre e Castelo Branco estão sob aviso vermelho, o mais grave, devido à previsão de chuva forte, na sequência da depressão Bárbara. Entretanto, o IPMA alargou o alerta aos distritos de Évora, Faro e Beja,

O aviso vermelho corresponde a uma situação meteorológica de risco extremo. Nesta situação, o IPMA recomenda que as pessoas se mantenham ao corrente da evolução das condições meteorológicas e sigam as orientações da proteção civil.

Recomendadas

Patrocinado

Apoio de