Portugueses treinam mil iraquianos contra ataques do Daesh nas cidades

Trinta militares portugueses ajudam iraquianos a combater o Estado Islâmico numa fase em que o combate passou a ser, sobretudo, urbano. Maioria dos iraquianos treinados por portugueses nem sabia onde fica Portugal.

Desde novembro e até maio que 30 militares do Exército português estão no Iraque a treinar cerca de mil militares iraquianos para combaterem em áreas urbanas contra os terroristas do Daesh (também conhecido como Estado Islâmico).

Cada formação aos militares do Exército do Iraque dura dois meses e meio, com o major Geraldes, que comanda o sexto contingente nacional no país, a explicar que de início os iraquianos estranham a bandeira portuguesa na farda dos instrutores.

"Muitos não conhecem Portugal, não sabem onde fica ou pensavam que fazia parte de Espanha, estranhando a bandeira portuguesa", relata o militar.

Para evitar as dúvidas os portugueses passaram a levar um vídeo onde mostram um pouco da cultura, paisagem e trabalho das Forças Armadas lusas.

Os militares formados pelos portugueses que estão integrados numa operação multinacional são depois colocados em zonas onde estão ativas células do Daesh ocultas no meio da população em áreas urbanas.

A formação em combate urbano é considerada fundamental para os iraquianos numa altura em que a ofensiva contra os terroristas islâmicos chega cada vez mais às cidades.

Em Mossul, por exemplo, continuam as operações contra o Daesh apesar do anúncio oficial do fim da ocupação da cidade.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de