"O PSD está ameaçado"

"O PSD está ameaçado"

Candidato à liderança do PSD, Jorge Moreira da Silva quer "refundar" o partido e dispensa gavetas ideológicas. Promete um partido "à frente" e quer recuperar a governação. Afirma que nos últimos anos, "o contrário de outros", não andou em jogos de poder nem participou em querelas internas, por isso, está em melhores condições para "unir" os militantes. Antigo líder da JDS, ex-vice-presidente do PSD, deputado, Secretário de Estado e Ministro, deixou a OCDE para ser candidato a líder. Diz que não confunde "os dirigentes do Chega com os eleitores" do partido e recusa qualquer tipo de entendimento com o partido de André Ventura. As eleições diretas no PSD são dia 28 de maio.