Sónia Morais Santos em entrevista no "Ninguém disse que isto ia ser fácil"

"Os pais têm que descomplicar com o excesso de proteção dos filhos. Ou dão em malucos"

Quando criou o blogue, há onze anos, Sónia Morais Santos estava longe de sonhar que um dia teria milhares de leitores - e que viria a deixar o jornalismo para se dedicar exclusivamente a um projeto chamado "Cocó na Fralda". Aliás, se imaginasse isso, de certeza que teria dado outro nome ao principal ganha-pão dos últimos anos. Uma longa entrevista com a autora do blogue de família e parentalidade mais famoso em Portugal. Com passagem, claro, por aqueles que foram os principais protagonistas durante muitos anos: o marido, com quem precisa de passar tempo sem os filhos, "a bem da sanidade mental"; Martim e Manuel, com 14 e 17 anos, os mais velhos, que já raramente entram nos desabafos e partilhas da mãe; Madalena, com 10, que também vai "saindo de cena"; e Mateus, o mais novo, com 4 anos, que ainda vai servindo de inspiração para as histórias de Sónia. Já nenhum usa fralda. Mas há muito que aquelas histórias deixaram de ser apenas sobre eles. São sobre nós todos. São sobre a vida.

Lisboa, 02/08/2019- Decorreu hoje no Sky bar  do Tivoli Oriente a Gravação de programa Paulo Farinha

O que é preciso para mudar de vida? Coragem e disciplina, diz a autora do blogue "Cocó na Fralda"

Sónia Morais Santos lembra-se bem do dia em que entregou a carteira profissional de jornalista (como está estipulado na lei). Custou-lhe muito, porque deixava para trás vinte anos de profissão, mas arriscar e passar a viver exclusivamente do blogue Cocó na Fralda - que tinha crescido mais do que a autora algum dia tinha sonhado, "foi a melhor decisão da minha vida", diz. Mas alerta: dar um passo destes não é para toda a gente.

Pedro Rolo Duarte e Sónia Morais Santos

Perder um amigo e pedir ajuda para aprender a lidar com a tristeza

Foi colega, foi chefe, foi amigo, foi padrinho de casamento (e padrinho profissional), foi mentor, foi confidente. Pedro Rolo Duarte foi tudo isto e muito mais na vida de Sónia Morais Santos. Mas, em 2017, o jornalista morreu e a vida da autora do blogue "Cocó na Fralda" levou um grande abanão. Numa entrevista da série Ninguém Disse que Isto ia Ser Fácil, Sónia fala do processo de luto e da psicoterapia a que teve de recorrer para superar a perda. E lembra que uma depressão - como a que teve após a morte do amigo - precisa de tratamento e que está mais do que na altura de deixar cair o estigma em torno da saúde mental.

Paulo Farinha (E) e Sónia Morais Santos

O seu marido assistiu ao parto do filho? Se calhar pode agradecer à "Cocó na Fralda"

Em 2009, Sónia Morais Santos escreveu uma carta à administração do hospital privado onde iria ter a terceira filha: gostava que o marido estivesse presente no parto. O pedido foi recusado. Mas a regra não era igual para todas as mulheres, descobriu a autora do blogue Cocó na Fralda. A cruzada que se seguiu levou à alteração dos procedimentos. A partilha daquela história mudou a vida de milhares de homens - que passaram a poder estar presentes num momento tão especial.