Benfica perde com estrondo no Bessa. Sporting líder à 6.ª ronda, o que não acontecia há 25 anos

Angel Gomes, Elis e Hamache apontaram os golos que provocaram a primeira derrota do Benfica na temporada. Ouça o relato TSF e veja os golos.

O Benfica sofreu esta segunda-feira a primeira derrota no campeonato ao perder no Bessa frente ao Boavista por 3-0. Os axadrezados, que ainda não tinha vencido esta temporada, começaram a construir a vitória logo na primeira parte: Angel Gomes inaugurou o marcador de grande penalidade aos 18 minutos e Elis aumentou a vantagem antes do intervalo.

Na segunda parte, já com várias alterações promovidas por Jorge Jesus, o Benfica procurou os golos que não apareceram. Aos 75 minutos, Hammache apareceu sozinho para apontar o terceiro golo do Boavista no jogo.

Sem público e sem a cor de outras épocas, o jogo começou com o Boavista a incomodar a baliza de Vlachodimos. No entanto, foram os encarnados os primeiros a introduzir a bola na baliza.

Darwin apareceu isolado na cara de Léo Jardim e rematou de pé esquerdo para um grande golo. No entanto, após o crivo do videoárbitro, o lance foi anulado por posição irregular do jogador uruguaio.

Aos 16 minutos, o Boavista aproveitou um contra ataque e na área, Angel Gomes, tentou fintar a defensiva encarnada e foi travado em falta por Everton Cebolinha.

Da marca dos onze metros, o número 10 axadrezado não falhou e inaugurou o marcador no Bessa.

O Benfica foi à procura do empate, mas a equipa de Vasco Seabra mostrava-se entusiasmada e a fazer a vida difícil à defensiva dos encarnados.

À meia hora de jogo, grande oportunidade para as águias. Depois de um canto, a bola sobrou para Taarabt que colocou a bola na cabeça de Vertoghen, mas o central belga, na cara de Léo Jardim, rematou à figura do guardião brasileiro.

Mas as melhores ocasiões do jogo pertenceram aos axadrezados, que jogavam em todo o campo. Já o Benfica estava com muita dificuldade em sair para o ataque, fruto da boa organização defensiva do adversário.

Aos 38 minutos, o Boavista chegou mesmo ao segundo golo do jogo. Perante a passividade da defesa da equipa de Jorge Jesus, os axadrezados inventaram um lance de grande entendimento. Num pormenor delicioso, Angel Gomes assistiu Alberth Elis que rematou para o fundo da baliza de Vlachodimos, aumentando a vantagem no placar.

Para a segunda parte, Jorge Jesus quis alterar de forma profunda a equipa: lançou no jogo Weigl, Rafa e Seferovic, deixando no balneário Pizzi, Gabriel e Everton.

Mas o jogo recomeçou com o Boavista a mostrar as garras: Elis e Angel Gomes eram os homens mais perigosos no ataque axadrezado. Aos 50 minutos, Darwin foi carregado em falta junto área. Na sequência do livre direto, o uruguaio esteve a centímetros de reduzir a desvantagem encarnada no jogo.

Defensivamente, os axadrezados estavam a fazer um jogo muito seguro. À hora de jogo, Jorge Jesus esgotou as cinco substituições, colocando em campo Cervi e Diogo Gonçalves.

Os encarnados melhoraram e incomodaram a defensiva axadrezada. Mas foi a equipa de Vasco Seabra que aproveitou a exposição defensiva dos encarnados.

Aos 75 minutos, perda de bola em zona proibida e Paulinho aproveitou o espaço. Dentro da área, encontrou Hamache na meia-lua, que de primeira, lançou um míssil para a baliza de Vlachodimos, aumentando a vantagem no jogo.

Com este resultado, o Sporting mantém a primeira posição no campeonato. Os leões ficam isolados na classificação, com 16 pontos à sexta jornada, algo que não se registava desde a época 1995/1996.

Onze do Boavista: Léo Jardim; Hamache, Cristian Castro, Chidozie, Cannon; Ricardo Mangas, Reisinho, Show; Paulinho, Angel Gomes, Alberth Elis.

Onze do Benfica: Vlachodimos; Gilberto, Vertonghen, Otamendi, Nuno Tavares; Pizzi, Gabriel, Taarabt; Cebolinha, Waldschmidt, Darwin.

Recomendadas

Patrocinado

Apoio de