Cancelo e Bernardo Silva nos dois golos do City que dão vantagem na Champions

Líder da Premier League venceu Borussia Monchengladbach na Alemanha.

Os futebolistas portugueses João Cancelo e Bernardo Silva foram fundamentais para a vitória do Manchester City sobre o Borussia Monchengladbach, por 2-0, na primeira mão dos 'oitavos' da Liga dos Campeões, com ação direta nos dois golos.

A equipa de Pep Guardiola era favorita, mesmo na condição de visitante frente ao Borussia Monchengladbach, atual oitavo classificado da Bundesliga, mas o caminho para o triunfo foi aberto por Bernardo Silva, aos 29 minutos, com um golo todo ele português, com João Cancelo a efetuar o cruzamento para as costas da defesa alemã e o nº 20 dos 'citizens' a desviar a bola de cabeça, que não é o seu ponto forte, para o fundo das redes.

O atual líder da Premier League deteve quase sempre a iniciativa e o controlo do jogo e, a partir do momento em que inaugurou o marcador, ficou ainda mais confortável no jogo perante um Borussia que ficou sem soluções quando foi preciso ir à procura do empate.

Na segunda parte, os 'citizens' continuaram por cima do jogo e chegaram ao segundo golo, aos 65 minutos, por Gabriel de Jesus, mas 'fabricado' pela dupla João Cancelo/Bernardo Silva, com o primeiro a cruzar e o segundo a amortecer para o avançado brasileiro.

Real Madrid vence em Bérgamo

No outro jogo de hoje dos oitavos de final da Liga dos Campeões, o Real Madrid venceu a Atalanta, em Bérgamo, e deu um passo importante rumo aos quartos de final, mas beneficiou de uma decisão precipitada do árbitro alemão Tobas Stieler, que expulsou o médio suíço Remo Freuler aos 17 minutos, por uma falta cometida sobre Ferland Mendy.

Apesar da falta ter ocorrido à entrada da área, quando o lateral esquerdo francês se preparava para entrar na área, a verdade é que o movimento deste foi em diagonal para fora e havia mais dois defesas da Atalanta entre ele e a baliza.

Esta decisão arbitral deixou a Atalanta a jogar com 10 jogadores praticamente o tempo todo, o que, obviamente, obrigou o treinador Gian Piero Gasperini a alterar a estratégia para o jogo e a sua equipa a recuar e reequilibrar-se, para poder atenuar os efeitos da inferioridade numérica.

A verdade é que o Real Madrid, mesmo com mais um jogador, sentiu grandes dificuldades em criar oportunidades de golo, com exceção do período inicial da segunda parte, a fazer refletir o mau momento que atravessa no campeonato espanhol e, também, o elevado número de ausências de titulares com que Zinedine Zidane se debate.

Com efeito, os 'merengues' têm no 'estaleiro' titulares como Sérgio Ramos, Daniel Carvajal, o belga Éden Hazard, o francês Karim Benzema, o uruguaio Federico Valverde, além de outros que têm sido regularmente utilizados, como os brasileiros Marcelo e Rodrygo.

No entanto, o Real Madrid chegaria à vitória à beira do fim por um jogador que foi determinante nesta partida, o lateral esquerdo francês Ferland Mendy, que fez expulsar Remo Freuler e 'assinou' o único golo da partida, aos 86 minutos, com um excelente remate de fora da área.

Manchester City e Real Madrid têm o caminho desbravado para os quartos de final, mais a equipa inglesa do que a espanhola, cuja eliminatória se mantém em aberto face à vantagem mínima e ao facto de a Atalanta em igualdade numérica ter capacidade para bater o pé à equipa de Zinedine Zidane.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de