Complicou-se o negócio de Lucas Veríssimo para o Benfica

O presidente da Comissão de Gestão quer vender o jogador. O Conselho Diretivo e o Conselho Fiscal deram parecer negativo.

Os três órgãos do Santos, Conselho Deliberativo, Conselho Fiscal e Comissão de Gestão, reuniram-se na madrugada desta terça-feira e o negócio com o Benfica por Lucas Veríssimo ficou mais difícil.

Numa reunião que durou várias horas, o Conselho Fiscal do 'Peixe' deu parecer negativo à venda do central de 25 anos. Depois, o Conselho Diretivo chumbou mesmo a oferta encarnada.

Recorde-se que Orlando Rollo, presidente da Comissão de Gestão, tinha aceitado a proposta das águias, lembrando que o jogador quer sair e não pode ser mantido no clube à força.

Certo é que o Benfica, se quiser Lucas Veríssimo, vai ter de melhorar a proposta. E, caso a faça, a nova proposta só pode ser discutida depois das eleições do Santos, a 12 dezembro. O Benfica - sabe a TSF - pretendia pagar 6,5 milhões de euros, mas só a partir de 2022, já que primeiro o Lucas chegava à Luz por empréstimo de um ano (a partir de janeiro) com compra obrigatória.

Recomendadas

Patrocinado

Apoio de