Arraial de golos no Dragão garante liderança isolada ao FC Porto

Marega bisou e Alex Telles e Sérgio Oliveira marcaram de penálti. Veja os golos.

O FC Porto venceu o Boavista, esta terça-feira, noite de São João, por 4-0 e garantiu a liderança isolada da I Liga, aproveitando da melhor maneira o deslize do Benfica frente ao Santa Clara.

Já rola a bola no Estádio do Dragão! Aos três minutos, Sérgio Oliveira bateu um livre em posição perigosa, com o pé direito, mas a bola saiu por cima da baliza de Helton Leite. Oito minutos depois, Soares fez um cruzamento perigoso para a grande área adversária, mas o esférico acabou nas mãos do guarda-redes do Boavista.

Neste início de jogo, o Boavista está a defender bem, mas precisa de ter um pouco mais de bola. Aos 13 minutos, um belo movimento de Pepe, ao fugir da marcação. O capitão do FC Porto consegue cabecear, mas a bola saiu a rasar o poste. Ainda assim, conseguiu arrancar aplausos do banco dos dragões. Um lance de muito perigo.

Aos 20 minutos, o camisola 14 do Boavista tentou receber um cruzamento na grande área do FC Porto, mas a receção não correu bem e o esférico acabou nas mãos de Marchesín. Um minuto depois, Otávio viu cartão amarelo por uma falta.

Yusupha, aos 31 minutos, rematou à baliza de Marchesín e obrigou o guarda-redes portista a uma defesa a dois tempos. Sérgio Conceição não está a gostar da sintonia do corredor esquerdo do FC Porto, entre Alex Telles e Luís Diaz.

Aos 35 minutos, Luís Diaz cruzou para a cabeça de Marega, mas o cabeceamento saiu sem perigo, para as mãos do guardião do Boavista. Corona recolhe na área, cinco minutos depois, rodopia e remata de pé esquerdo, já em desequilíbrio, ao canto mais distante da baliza de Helton Leite. A bola passa a centímetros do alvo, tão perto do poste esquerdo do Boavista que, no banco do FC Porto, chegou a gritar-se golo.

O árbitro dá um minuto de compensação antes do intervalo.

Intervalo.

Recomeça a segunda parte no Estádio do Dragão. O Boavista regressa com o mesmo onze, mas Sérgio Conceição fez duas alterações: Tomás Esteves deu o lugar a Manafá e Luís Diaz a Uribe. Servido por Uribe, aos 52 minutos, Corona assistiu Marega, já dentro da área, e o jogador disparou colocado, inaugurando o marcador.

Marega caiu na grande área do Boavista e o árbitro Artur Soares Dias assinalou pénalti, mas o lance ainda vai ser analisado na Cidade do Futebol. O VAR confirma a infração do jogador do Boavista e Alex Telles é chamado a converter a grande penalidade. Na cobrança do castigo máximo, o brasileiro não falhou e ampliou a vantagem dos portistas.

Aos 68 minutos, o árbitro assinalou novo penálti a favor do FC Porto. Sérgio Oliveira foi chamado a converter e fez o terceiro golo dos dragões.

O quarto golo do FC Porto surge aos 84 minutos, novamente assinado por Marega. A passe de Fábio Vieira, que desarma um jogador axadrezado, o avançado isola-se e atira colocado, sem hipóteses para Helton.

Num lance a três minutos dos 90, Otávio sai lesionado e tem de ser assistido pela equipa médica dos dragões. O árbitro dá quatro minutos de compensação.

Terminou o jogo no Estádio do Dragão! O FC Porto goleou o Boavista por 4-0 e aproveitou, da melhor forma, o deslize do Benfica frente ao Santa Clara.

Onze inicial do FC Porto: Marchesín; Tomás Esteves, Mbemba, Pepe, Alex Telles; Sérgio Oliveira, Otávio, Corona, Luís Díaz; Marega e Soares.

Onze inicial do Boavista: Helton Leite; Marlon, Ricardo Costa, Dulanto, Fabiano; Idris, Sauer, Paulinho, Carraça; Yusupha e Bueno.

Recomendadas

Patrocinado

Apoio de