Seferovic bisa mas não salva Benfica da derrota frente ao Braga na Luz

Águias e minhotos têm os mesmos 15 pontos e ocupam o segundo lugar na tabela classificativa. Veja os golos.

O Sporting de Braga venceu este domingo por 3-2 na visita ao Benfica, em jogo da sétima jornada da I Liga, alcançando a equipa da capital no segundo lugar do campeonato.

No estádio da Luz, o Sporting de Braga adiantou-se no marcador aos 38 minutos, com um golo de Iuri Medeiros, ampliando a vantagem por intermédio de Francisco Moura, aos 50 e 63, com Seferovic a reduzir, aos 68 e 86.

Com esta vitória, o Sporting de Braga alcança os encarnados no segundo lugar, ambos com 15 pontos, a quatro do líder Sporting, com o Benfica a somar a segunda derrota consecutiva no campeonato e o terceiro jogo seguido em todas as competições a sofrer três golos.

Nos primeiros minutos, Darwin fez um remate acrobático, mas estava fechada, a sete chaves, a baliza bracarense por Matheus. É muito difícil roubar a bola a Darwin, é um jogador rapidíssimo.

Aos 9 minutos, Matheus negou o golo ao Benfica, assinado por Everton. Iuri Medeiros vê cartão amarelo por falta aos 11 minutos sobre Darwin Núñez. Nestes primeiros minutos, o jogo está equilibrado, com um ligeiro ascendente do Benfica. Matheus saiu em falso, aos 15 minutos de jogo, criando um lance perigoso para o Benfica, mas foi um jogador encarnado o último a tocar antes de a bola sair para fora e deu pontapé de baliza para o Braga. Para já, os minhotos têm travado bem as investidas da equipa da Luz.

O Benfica, com mérito, tem tirado Paulinho completamente do jogo. Está caído Galeno, com a camisola 90 do Braga. Recupera pouco depois. Jorge Jesus está mais calmo do que é habitual. Do outro lado, Carlos Carvalhal está bem mais apreensivo.

Aos 25 minutos, Galeno consegue entrar na área, Vertonghen faz a dobra a Otamendi e resolve o lance. Pouco depois, Waldschmidt deu um grande toque para Everton, dentro da área, mas a defesa do Braga esteve bem no corte. Bruno Viana, aos 31 minutos, fez um grande corte ao ataque do Benfica, impedindo que Everton criasse mais perigo.

Waldschmidt chutou a bola com a ponta da bota, aos 34 minutos, e o remate saiu fraquinho. O Braga não quer pressionar muito para não dar espaço a Darwin Núñez e, por isso, o guarda-redes Matheus tem tido uma noite descansada.

Aos 38 minutos, Grande ocasião para o Braga. Galeno conduz a bola, mete em Iuri Medeiros, que deixa para Esgaio, que devolve a Galeno para um remate por alto. Logo no minuto seguinte, depois de uma má reposição de Vlachodimis, a bola chega a Iuri Medeiros, que à entrada da área remata em arco, sem hipóteses para o guarda-redes grego.

Neste momento, o Braga é a equipa que está mais confiante, a trocar a bola e a sair para o ataque. O Benfica está mais intranquilo, algo que se nota no rosto dos jogadores suplentes. Jorge Jesus, mesmo assim, tem estado tranquilo, de braços cruzados.

Apita Artur Soares Dias! É intervalo na Luz.

Recomeça a segunda parte, com Rafa a rematar para a bancada. Mas quem marca nestes primeiros cinco minutos do segundo tempo é o Braga por intermédio de Moura, após passe de Al Musrati.

Aos 56 minutos, cartão amarelo para Sequeira por falta sobre Otamendi. Dois minutos depois, duas alterações no Benfica. Duas trocas diretas: Grimaldo por Bruno Tavares e Taarabt por Pizzi.

Os jogadores do Braga ficam a pedir falta com agressão de Otamendi sobre Galeno, aos 60 minutos. O jogador do Benfica, ao fazer um movimento de rotação, acertou com o braço no adversário. O árbitro manda seguir.

Aos 64 minutos, Vlachodimos permite um frango monumental e dá o bis a Francisco Moura. As águias já estão a perder por 3-0, um resultado escandaloso.

Quatro minutos depois surge o quinto golo de Seferović no campeonato. Após cruzamento de Rafa na direita, Seferovic remata de primeira, com o pé direito, e bate Matheus.

Um minuto depois do golo, valeu ao Braga a grande intervenção de Matheus, a negar o segundo golo encarnado e com assinatura de Seferović. Aos 73 minutos, Carlos Carvalhal tira o seu homem do jogo, Moura, que substitui por João Novais.

O Benfica está a sufocar a equipa do Braga nestes últimos minutos, mas é o Braga quem fica muito perto do quarto golo ao minuto 75, com Galeno a tentar o chapéu a Vlachodimos, que estava adiantado. Bom jogo do Braga na Luz.

Aos 84 minutos, canto para o Benfica. Waldschmidt mete na área, mas Paulinho corta. Dois minutos depois, Taarabt mete em Grimaldo, que de cabeça assiste Seferovic, que empurra com facilidade para a baliza.

Aos 92 minutos, Artur Soares Dias dá ordem de expulsão a um elemento do staff de Jorge Jesus. O árbitro dá quatro minutos de tempo de compensação e há mais duas substituições na equipa minhota. Saem Iuri Medeiros e Galeno para darem lugar a Raul Silva e Rodrigo Gomes.

O Braga está num sufoco nestes últimos minutos de jogo. Grande emoção nesta ponta final! Aos 95 minutos Seferovic põe a bola, com toda a força, na baliza de Matheus, mas o lance é analisado pelo vídeoárbitro e fica confirmado o fora de jogo.

Onze inicial do Benfica: Vlachodimos; Gilberto, Otamendi, Vertonghen, Nuno Tavares; Samaris, Pizzi, Rafa, Everton; Waldschmidt, Darwin Núñez.

Onze inicial do Braga: Matheus; Bruno Viana, Tormena, Sequeira; Esgaio, Al Musrati, André Castro, Moura; Iuri Medeiros, Galeno, Paulinho.

Suplentes do Benfica: Helton, Grimaldo, Jardel, Gabriel, Weigl, Taarabt, Cervi, Seferović, Diogo Gonçalves.

Suplentes do Braga: Tiago Sá, Zé Carlos, Rolando, Raúl, João Novais, André Horta, Abel Ruiz, Rodrigo Gomes, Schettine.

Recomendadas

Patrocinado

Apoio de