Um Pote e três ex-leões construíram um empate em Alvalade

Veja os golos de Pote e Dala. Ambas as equipas foram eliminadas da Taça de Portugal durante a semana.

Sporting e Rio Ave empataram a uma bola, esta sexta-feira, em Alvalade, com golos marcados por Pote e Gelson Dala, numa jogada em que Francisco Geraldes e Carlos Mané foram preponderantes. Após uma semana em que ambas as equipas foram eliminadas da Taça de Portugal - o Sporting pelo Marítimo e o Rio Ave pelo Estoril - houve respostas diferentes no campeonato.

Os leões somam agora 36 pontos e mantêm o primeiro lugar do campeonato, mas ficam agora à espera para ver se FC Porto ou Benfica, que se defrontam no Dragão, aproveitam para se aproximar. O Rio Ave tem agora 15 pontos e ocupa a oitava posição do campeonato.

Sem Feddal, Luís Neto e Nuno Mendes para este jogo, Rúben Amorim apostou em Quaresma e Borja para completar o trio de centrais fechado por Coates. Mas, na esquerda, houve uma troca de flancos: Plata, que tinha jogado à direita no jogo com o Marítimo, fez o corredor esquerdo leonino, apoiado por Nuno Santos.

O Rio Ave entrou melhor no jogo e, aos sete minutos, já tinha conseguido fazer com que Plata fosse amarelado após um carrinho em que chegou à bola mas também às pernas de Carlos Mané. No setor defensivo, os vilacondenses optavam por jogar a cinco, com Coentrão a fechar na esquerda como defesa central, Pedro Amaral e Ivo Pinto a laterais.

A maior nota dos primeiros 20 minutos de jogo vinha mesmo do banco do Sporting: Rúben Amorim já surge na ficha de jogo com treinador principal e, como tal, já pode mover-se livremente pela área técnica. E aproveitou-se bem de tal, até porque o Sporting não tinha conseguido registar qualquer remate até aí, tal como não conseguiu nos dez minutos seguintes. O Rio Ave não estava melhor: tinha feito dois remates à baliza, mas Adán não teve de tocar em nenhum deles para evitar golos.

Kieszek lá aqueceu as luvas quando, aos 37', Palhinha rematou do meio da rua, mas sem perigo. Logo de seguida, Coates falha um passe e coloca a bola nos pés do Rio Ave. Geraldes é lançado em velocidade mas, por falta de verticalidade, deixa o central uruguaio recuperar terreno.

Serviu para acordar os leões. Porro envia uma bola tensa para o flanco esquerdo onde surge Gonzalo Plata. O equatoriano cruza para a entrada da pequena área e Pote surge em corrida para finalizar.

No minuto seguinte o Sporting voltou a ameaçar por Tiago Tomás, que obrigou Kieszek a ir ao relvado para impedir o 2-0. Depois de 40 minutos de muito pouco perigo para as balizas, o jogo acelerava... até ao intervalo. O treinador do Rio Ave, Pedro Cunha, aproveitou a pausa para lançar Gabrielzinho e retirar Pedro Amaral.

Os vilacondenses entraram bastante melhor na segunda parte e, à passagem da hora de jogo, chegaram mesmo ao empate. Geraldes rasga a defesa do Sporting com um passe que encontra Carlos Mané e o extremo português, já no interior da grande área, ofereceu o golo a Gelson Dala. Três ex-Sporting construíram o empate para o Rio Ave.

O golo da reviravolta podia ter surgido minutos depois quando Geraldes - de novo - sentou um adversário e arrancou em direção à grande área. Desta vez teve verticalidade, mas também teve força a mais no passe com que tentou entregar a bola a Dala. Era a última corrida do português, que sairia logo a seguir para dar o lugar a Meshino, japonês emprestado ao Rio Ave pelo Manchester City.

Rúben Amorim respondeu com a entrada de Tabata para o lugar de Quaresma. Pedro Porro ocupava o seu lugar no eixo da defesa. Minutos depois, Jovane por Plata. Os leões voltaram a criar perigo quando Tiago Tomás foi lançado em velocidade, mas Aderllan Santos conseguiu escoltá-lo até à linha de fundo.

O Rio Ave ainda aproveitou para lançar Manuel Namora, que rendeu Mané, e André Pereira, para a saída de Dala. E, mesmo em cima do apito final, Hélder Malheiro ainda foi ao banco do Sporting mostrar um cartão vermelho a um membro da equipa técnica leonina.

Nota ainda para André Pereira, que saiu de maca após uma lesão no joelho esquerdo contraída segundos depois de ter entrado.

Onze do Sporting: Adán; Eduardo Quaresma, Coates, Borja; Pedro Porro, Palhinha, João Mário, Plata; Pedro Gonçalves, Nuno Santos, Tiago Tomás.

Onze do Rio Ave: Kieszek; Ivo Pinto, Borevković, Aderllan Santos, Pedro Amaral; Tarantini, Guga; Carlos Mané, Francisco Geraldes, Coentrão; Gelson Dala.

Suplentes do Sporting: Suplentes do Sporting: Max; João Silva, Gonçalo Inácio, Antunes, Matheus Nunes, Daniel Bragança, Tabata, Pedro Marques, Jovane.

Suplentes do Rio Ave: Magrão, Costinha, Pijnaker, Namora, Meshino, Leandro, Gabriel Souza, André Pereira e Diogo Teixeira

O árbitro do jogo é Hélder Malheiro, auxiliado por Rui Cidade e Gonçalo Freire. O VAR é Vítor Ferreira.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de